CONHEÇA MAIS AS

PLANTAS DANINHAS

Além do controle de pragas, os agricultores devem estar atentos ao manejo de daninhas, as quais são responsáveis por matocompetição prejudical à produtividade de lavouras como de soja, milho, café, algodão, cana, trigo e hortifrúti. No caso da soja, há cinco daninhas principais. Para o manejo dessas e de outras plantas infestantes, a Syngenta reúne um amplo portfólio de produtos e soluções integradas.

Capim-pé-de-galinha

Planta capaz de se desenvolver em qualquer tipo de solo, sobretudo em locais com temperaturas e umidade elevadas. Pode se perenizar.

Caruru

Daninha de rápido crescimento e muito competitiva. Cada planta pode produzir 500 mil sementes. Controle feito com herbicidas pré-emergentes

Milho voluntário

55% do milho safrinha é resistente ao glifosato. Após a colheita, a germinação de grãos pode reduzir a produção de soja em até 30%.

Capim-amargoso

Planta perene com capacidade de reprodução praticamente o ano inteiro. O aumento da população da daninha pode provocar expressivos prejuízos.

CONHEÇA MAIS

PRODUTOS

A Syngenta conta com um amplo portfólio de proteção de cultivos que permite que o agricultor execute adequadamente o manejo estratégico de alvos (pragas, doenças e plantas daninhas). São fungicidas, inseticidas e herbicidas desenvolvidos com o propósito de promover o potencial máximo de produtividade de culturas como soja, milho, café, algodão, trigo e cana-de-açúcar. Conheça mais.