CONHEÇA MAIS AS

LAGARTAS

As lagartas estão entre os principais desafios dos produtores de soja. São pragas com potencial destrutivo em todas as fases do cultivo e podem comprometer a produtividade. Com elevados investimentos em tecnologia e atuação desde a pesquisa até a comercialização de inseticidas, a Syngenta é experiente no auxílio para manejo de lagartas. Também tem soluções integradas, além de monitoramento digital.

Spodoptera

Tem postura com 200 a 300 ovos na parte superior das folhas. O ciclo do inseto é de pouco mais de 30 dias. A longevidade do adulto é de 12 dias.

Lagarta-das-maçãs

Os orifícios causados na vagem pela lagarta facilitam a penetração de microrganismos, o que pode ser favorável ao ataque de doenças.

Lagarta-da-soja

Lagartas de 1º ínstar raspam as folhas. Até o 3º ínstar, perfuram. Do 4º ao 6º ínstares, consomem 95% do volume foliar.

Lagarta-elasmo

Faz galeria no interior do caule e as plantas atacadas murcham. Ágil, quando tocada, ela pula sem parar por alguns segundos.

Lagarta helicoverpa

Lagarta com alta capacidade de reprodução, de sobrevivência e de mobilidade. Causa prejuízos tanto na fase vegetativa quanto na reprodutiva.

Lagarta-rosca

Inseto polífago e esporádico. Come gramíneas e leguminosas. Ataca o caule das plantas, um pouco acima da região do colo.

Falsa-medideira

A lagarta, um dos principais desafios dos agricultores, consome as folhas da soja, deixando as nervuras. Tem aumento de população na seca.

CONHEÇA MAIS OS

PERCEVEJOS

Os percevejos são pragas capazes de causar expressivos danos à cultura de soja. A colonização desses alvos começa no período vegetativo ou na floração. A reprodução ocorre com o surgimento das vagens. Para o manejo, também em culturas como milho, café, algodão, cana, trigo e hortifrúti, a Syngenta tem produtos e soluções, além de monitoramento digital.

Percevejo-acrosterno

Causa danos do início da formação das vagens (R3) até a maturação fisiológica (R7). Causa redução da qualidade e da produção de grãos.

Percevejo-barriga-verde

Os ataques do inseto geram vagens marrons e murchas e grãos manchados e deformados, com menor teor de óleo e proteínas.

Percevejo-da-soja

A praga injeta toxinas e facilita a entrada de microorganismos nas plantas, o que pode provocar doenças e impactar a produtividade.

Percevejo-marrom

Formada pelos insetos conhecidos como maria-fedida, a família tem 5.000 espécies. As fêmeas depositam os ovos em folhas e vagens da soja.

Percevejo-tianta

Os danos, do início da formação das vagens (R3) até a maturação fisiológica (R7), geram grãos com menor teor de óleo e de proteínas.

Percevejo-verde

O inseto, conhecido como maria-fedida, integra uma família de 5.000 espécies. A maioria tem cor marrom, esverdeada ou muito colorida.

Percevejo-verde-pequeno

Praga muito resistente aos inseticidas. Pode se tornar o principal percevejo da soja, por ser bastante agressivo no ataque dos grãos.

CONHEÇA MAIS AS

OUTRAS PRAGAS

Além de lagartas e percevejos, há outros desafios para os agricultores: pragas como ácaros, cascudinhos e mosca-branca. O manejo de alvos está entre os objetivos da Syngenta, tanto na soja quanto em outras culturas, como milho, café, algodão, cana, trigo e hortifrúti. Para isso, a empresa tem um reconhecido portfólio de produtos e soluções.

Vaquinha

Tem populações elevadas em lavouras principalmente no Mato Grosso do Sul e no Paraná. Os adultos alimentam-se das folhas da soja.

Mosca-branca

Inseto pequeno e de difícil controle. Causa danos por meio de sucção de seiva e injeção de toxinas. Provoca grandes prejuízos ao plantio.

Piolho-de-cobra

O inseto provoca mais danos na fase de emergência das plantas. Prefere locais úmidos (plantio direto) e fica na linha do sulco de semeadura.

Tamanduá-da-soja

As larvas comem caules e raízes. Os adultos atacam a parte aérea. Podem alimentar-se de qualquer outra parte viva ou morta dos vegetais.

Cascudinho-verde

Inseto de aspecto verde metálico que ataca as folhas mais novas e tenras. O tratamento de sementes é ideal para ataques iniciais.

Cascudinho

Besouro colorido, de forma oval ou alongada. Quando perturbado, finge-se de morto. O adulto come folhas. Na fase larval, ataca raízes e caules.

Ácaro-rajado

Um dos ácaros-praga que causa prejuízos mais significativos. As folhas atacadas apresentam coloração marrom, endurecem, secam e caem.

Ácaro-vermelho

Forma colônias na parte inferior das folhas, que ficam amareladas e caem prematuramente. Ocorre durante todo o ciclo da soja.

Brasileirinho

O besouro polífago provoca o desfolhamento, o que prejudica a lavoura. A deposição de ovos é feita nas partes subterrâneas das plantas.

Ácaro-branco

Os ataques intensos dessa praga disseminada pelo vento causam queda das folhas. Controle adequado por meio de aplicação foliar.

CONHEÇA MAIS

PRODUTOS

A Syngenta conta com um amplo portfólio de proteção de cultivos que permite que o agricultor execute adequadamente o manejo estratégico de alvos (pragas, doenças e plantas daninhas). São fungicidas, inseticidas e herbicidas desenvolvidos com o propósito de promover o potencial máximo de produtividade de culturas como soja, milho, café, algodão, trigo e cana-de-açúcar. Conheça mais.