FUNDAÇÕES

APOIADORES

OS 10 PRINCÍPIOS DO

MANEJO CONSCIENTE

Existem 10 princípios fundamentais para o manejo de doenças na cultura da soja. Além de proporcionar o melhor controle de doenças, eles protegem as atuais moléculas e, principalmente, garantem o futuro da soja no Brasil.

A MELHOR

ESTRATÉGIA

Utilizar cada tecnologia da maneira e no momento correto, respeitando as características de cada modo de ação, é fundamental para o Manejo Consciente das doenças.

ALVOS

Doenças

Ferrugem asiática

Principal ameaça da soja no país. Requer monitoramento e ação. Longos períodos de molhamento foliar favorecem a doença.

ALVOS

Doenças

Antracnose

Manejo: uso de sementes sadias e tratadas, população ideal de plantas, rotação de culturas com espécies não hospedeiras e fungicidas.

ALVOS

Doenças

Oídio

Onde a doença ocorre com frequência, deve-se usar variedades resistentes. Ela ocorre de forma generalizada e pode afetar grandes áreas.

ALVOS

Doenças

Crestamento foliar

A principal via de disseminação da doença são sementes infectadas. Após a colheita, restos vegetais do campo também são transmissivos.

CONTROLE DA

FERRUGEM

A ferrugem é um inimigo agressivo e imprevisível. Ela só é perceptível aos nossos olhos quando já se encontra em uma fase avançada de seu ciclo. Para o controle adequado, é preciso utilizar a ferramenta ideal no momento correto: Elatus é o fungicida mais eficiente do mercado e as aplicações devem iniciar sempre preventivamente!

MANEJO CONSCIENTE

A ferrugem asiática pode causar perdas de até 90% da produtividade na soja. A cada ano, há menos opções de fungicidas. Até meados da próxima década, não surgirão produtos com modos de ação eficientes. É preciso mudar o manejo! A Syngenta, em parceria com instituições de pesquisa, apresenta o Manejo Consciente, programa focado em garantir um manejo adequado e sustentável.