Defensivos podem evitar perdas de até 40% na produtividade, diz entidade

Segundo Andef, setor é bastante regulado e produtos estão cada vez mais seguros

09/03/2018 18:21:40

Atualizado:

09/03/2018 18:34:55

 

Os defensivos agrícolas são seguros e podem evitar perdas de até 40% na produtividade do campo. É o que afirma a Associação Nacional de Defesa Vegetal (Andef). “O setor de defensivos é um dos mais regulados do mundo. Cada produto passa por 15, 20 anos de pesquisa”, disse o representante da Andef, Fabio Yoshio, durante o “Agrifutura – Inovação no Agronegócio”. O evento foi realizado nos dias 3 e 4 de março, em São Paulo, pela Secretaria de Agricultura e Abastecimento paulista.

A Andef apresentou os resultados dessas pesquisas e os ganhos para o produtor, para tentar mostrar que agricultura e meio ambiente não são conflitantes. “O Brasil é um dos países que mais conserva área nativa e usa pouco espaço para a agricultura. Sempre existiu um compromisso com a biodiversidade porque agricultura vive da natureza e é quem a preserva”, afirmou.

Segundo o especialista, algumas inovações não são tão claramente percebidas pela sociedade. “Se você analisar a inovação que há em um grão de soja de hoje versus um de antes, é um enorme salto. Assim acontece com os defensivos. O produto que existe hoje não se compara ao que existia há 30 anos”, disse Yoshio.

VEJA MAIS

VÍDEOS

Há diversos temas essenciais à produtividade agrícola, entre eles o controle de pragas, doenças e daninhas, a eficiência de produtos e o tratamento de sementes industrial. A Syngenta preparou uma série de vídeos sobre variados assuntos e também ouviu pessoas que trabalham no campo e especialistas. Veja ao lado um conjunto desses vídeos. Boa navegação!