Milho: produtores devem colher 18,75% a menos no MT

Segundo o Imea, expectativa é de queda de 10% na área de produção no Estado

30/11/2017 19:53:13

Atualizado:

30/11/2017 19:57:11

 

Os produtores do Mato Grosso devem colher aproximadamente 25 milhões de toneladas de milho na segunda safra de 2017/18, uma queda de 18,75% em comparação ao ciclo anterior. A estimativa é do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea).

Segundo o relatório, a redução se deve aos preços baixos do cereal e ao atraso no plantio da soja, que impactam diretamente no tamanho da janela da semeadura do milho. Com isso, a expectativa é de que a área de produção no Estado caia 10%, para 4,25 milhões de hectares em 2017/18.

O milho segunda safra, plantado após a colheita da soja, responde por quase todo o cereal colhido em Mato Grosso em uma temporada. Quando há atraso na cultura de verão (soja) por falta de chuva, como aconteceu neste ano, a janela de clima ideal para o plantio de inverno (milho) fica prejudicada, e muitos produtores desistem da semeadura.

A soja deve começar a ser colhida nesta safra no início de janeiro e, simultaneamente, começa o plantio de milho. A produtividade do milho a ser colhido em meados de 2018 deve cair 9,37% em relação ao ciclo anterior, que registrou um dos maiores números de produtividades, de 107 sacas por hectare. Para a safra 2017/18, a projeção é de 97 sacas por hectare.

Leia também:

+ Webinar: pragas podem provocar perdas de 50% na produtividade. Assista

+ Milho: produtores do PR superam produtividade média com programa

+ Milho preocupa mais que soja na safra 2017/2018

LEIA MAIS

NOTÍCIAS

Vários temas são fundamentais para a manutenção da produtividade agrícola. Entre eles, o manejo de pragas, doenças e daninhas e a eficiência de produtos. O Portal Syngenta prepara, constantemente, conteúdos jornalísticos realizados a partir de fontes de informação como engenheiros agrônomos e produtores rurais. Veja ao lado uma seleção dessas reportagens. Boa navegação!