Alexandre Mendonça de Barros comenta a supersafra de grãos

07/07/2017 15:50:50

Atualizado:

24/07/2017 18:29:55

No primeiro trimestre, o agronegócio foi considerado a salvação da economia brasileira. Em março, foi deflagrada a Operação Carne Fraca, envolvendo a venda de carne adulterada. Entre abril e maio, veio a delação da JBF, que é a dona da Seara, grande abatedora de frangos. Essas três questões guardam estreitas relações com a produção de grãos no país. Para entender essas questões e o impacto delas na economia, entre outros temas agro, o Portal Syngenta recebeu, em 29/6, Alexandre Mendonça de Barros, sócio-consultor da MB Agro, em uma conferência ao vivo. Veja, abaixo, as análises e números apresentados por Mendonça de Barros envolvendo as safras recentes de grãos no Brasil.

Números de safras
Soja – 2016 e 2017: 95 e 114 milhões de toneladas.
Milho – Primeiras safras de 2016 e de 2017: 25 e 33 milhões de toneladas.
Milho – Segundas safras de 2016 e de 2017: 41 e 70 milhões de toneladas (a safrinha deste ano ainda está sendo colhida).

Salto de produtividade
No caso da soja, o salto de produtividade entre 2016 e 2017 foi de quase 20 milhões de toneladas, “um volume muito expressivo”, segundo Mendonça de Barros. Na segunda safra de milho deste ano, o aumento deve girar em torno de 30 milhões em relação ao ano passado: “Temos de exportar esse milho numa velocidade muito grande.” Conforme o economista, por conta desses números, a questão logística e de armazenagem é o grande assunto do momento e do segundo semestre inteiro.

Logística e armazenagem
“Não é fácil exportar 30 milhões de toneladas de milho em seis meses, mas é possível. Já estamos vendo pilhas e mais pilhas de milho ao ar livre no Mato Grosso. Então é um ano de muito desafio do ponto de vista logístico e, infelizmente, combinado a um momento de revés devido à questão sanitária (Operação Carne Fraca) e ao problema de uma empresa importante do mercado interno (Seara). A dificuldade dessa safra é a armazenagem. Está tendo um pico de oferta que não tem como escoar tudo, até porque tem que armazenar também para consumo interno. Se imaginarmos nosso cenário atual de exportação, de 61 milhões de toneladas de soja e 31 de milho, falando só do cenário de grãos, é um volume recorde de 92 milhões de toneladas. E o sistema aparentemente está dando conta de escoar isso. Se for possível exportar esse montante, isso ajudaria muito a aliviar essa superoferta que estamos vendo no país.” 

Administração de volumes 
Em relação aos grandes volumes de grãos, o economista utilizou  como exemplo os produtores e as cooperativas do Sul do país, onde as colheitas foram muito boas. “A discussão deles é: como armazenar esse volume todo? Vemos que o produtor do Sul está capitalizado, com condições de esperar para vender, só que agora já está chegando o milho e vai chegar o trigo. É um desafio muito grande para essa estrutura de armazém. Do meu ponto de vista, o principal problema não são os canais de escoamento para exportação, mas sim a combinação entre o que eu posso estocar e o que eu consigo escoar”, concluiu.

Operação Carne Fraca e delação da JBS
“O Brasil enfrentou uma combinação nada feliz: a Operação Carne Fraca, que reduziu os abates e acumulou frango, e logo em seguida uma empresa relevante, a Seara (da JBS), que começou a reduzir a operação, para rodar com menos caixa. Em relação a isso, é preciso falar em números. Metade do consumo de milho no Brasil é para frango de corte e 22% desse mercado é da Seara. Se houver um encolhimento dessa empresa, o impacto sobre o mercado será muito grande. Nesse cenário, houve um momento de muita oferta e menor demanda de milho, o que levou a uma leitura de que é bom exportar o milho, pois assim o pagamento viria por meio do mercado internacional”, analisou Mendonça de Barros.

A conferência completa de Alexandre Mendonça de Barros, na qual ela fala de uma série de questões econômicas envolvendo o agronegócio, está disponível por meio do link:

http://portalsyngenta.com.br/direto-do-campo/noticias/veja-o-webinar-o-mundo-agro-e-a-economia-com-alexandre-mendonca-de-barros

LEIA MAIS

NOTÍCIAS

Vários temas são fundamentais para a manutenção da produtividade agrícola. Entre eles, o manejo de pragas, doenças e daninhas e a eficiência de produtos. O Portal Syngenta prepara, constantemente, conteúdos jornalísticos realizados a partir de fontes de informação como engenheiros agrônomos e produtores rurais. Veja ao lado uma seleção dessas reportagens. Boa navegação!