Censo agropecuário 2017 começa em todo o país

Pesquisa do IBGE vai atualizar informações sobre a produção agrícola e pecuária do Brasil

02/10/2017 18:41:52

Atualizado:

15/10/2017 19:40:05

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) iniciou nesta segunda-feira (02/10) a coleta de informações para o Censo Agropecuário 2017. O trabalho deve durar cinco meses e envolve 19 mil recenseadores, que percorrerão mais de 5,3 milhões de propriedades rurais no Brasil.

O estudo vai atualizar as informações do setor, que desde 2006, data do último censo, não são revistas. A nova edição busca informações sobre o total de área cultivada no país, uso de tecnologias, números do rebanho bovino brasileiro, entre outras informações.  “Há dez anos que não colhemos informações detalhadas sobre o setor agropecuário brasileiro. Aquela informação que vai até o município e bate à porta das unidades produtoras. É um grande censo, que vai varrer a agricultura familiar, o agronegócio e a atividade no Brasil como um todo”, disse o presidente do IBGE, Roberto Olinto.

Veja também:

+ Mapa de Monitoramento: receba gratuitamente alertas de daninhas, pragas e doenças, como a ferrugem, na sua região

+ Chuvas ajudam plantio de soja, mas tempo deve continuar irregular

+ Programa Talentos em Campo investe na formação de jovens agrônomos

+ Programa reconhece as lavouras mais produtivas do Cerrado

O IBGE incentiva que os agricultores recebam as equipes do Censo. "Eles precisam se fazer visíveis. A gente sabe que os agricultores familiares são responsáveis por uma parcela muito significativa da produção de alimentos e o Censo é uma forma de afirmar isso",  diz o coordenador técnico do Censo Agro no Distrito Federal, João Carlos de Lima. Os recenseadores estarão devidamente uniformizados, portando crachá e o Dispositivo Móvel de Coleta (DMC).

A coleta de dados será digital, por meio de Dispositivos Móveis de Coleta (DMCs), desenvolvidos pelo setor de informática do IBGE para melhorar o processo. Com eles será possível monitorar o andamento da pesquisa. A tecnologia vai melhorar a precisão da coleta dos dados, pois ao serem enviados pelo dispositivo, já são transmitidos e conferidos. O resultado do Censo Agropecuário deve ser conhecido em meados de 2018.

Nova pesquisa

O Censo Agropecuário 2017 também vai subsidiar a implantação do cadastro de estabelecimentos agropecuários e do Sistema Nacional de Pesquisas Agropecuárias, que permitirá a criação da Pesquisa Nacional por Amostra de Estabelecimentos Agropecuários.

A pesquisa irá a campo anualmente captar dados detalhados sobre receitas e despesas na produção, crédito e seguro rural, proteção de mananciais, conservação da fauna e flora, uso de defensivos agrícolas, técnicas de produção, além da situação social e familiar dos trabalhadores do campo.

VEJA MAIS

VÍDEOS

Há diversos temas essenciais à produtividade agrícola, entre eles o controle de pragas, doenças e daninhas, a eficiência de produtos e o tratamento de sementes industrial. A Syngenta preparou uma série de vídeos sobre variados assuntos e também ouviu pessoas que trabalham no campo e especialistas. Veja ao lado um conjunto desses vídeos. Boa navegação!