“Gestão da sucessão familiar é essencial para o negócio”, diz Gustavo Lemos. Assista

11/08/2017 13:33:03

Atualizado:

16/08/2017 10:09:15

 

Planejar o processo de sucessão é fundamental em qualquer tipo de atividade econômica. No caso do agronegócio, o assunto é ainda mais importante porque as empresas são essencialmente familiares.  “Mais de 90% das empresas do setor são formadas por famílias”, disse Gustavo de Lima Lemos, consultor Safras e Cifras, assessoria especializada em governança para empresas rurais.

Gustavo participou de webinar nesta quinta-feira (10), no Portal Syngenta. Aproximadamente 2.200 pessoas estavam conectadas no momento do seminário online. A gerente de CRM da Syngenta, Veronica Gaviolle, moderou as perguntas enviadas pelos participantes ao vivo.

ASSISTA: vídeo completo do webinar com o consultor Gustavo de Lima Lemos

Segundo o consultor, mais de 80% destas empresas não chegam à segunda geração, portanto a gestão da sucessão familiar é essencial.  “É preciso abolir a ideia de que pensar em sucessão é tirar alguém do lugar. Fazer esse planejamento é uma ferramenta de gestão tão importante quanto ter custos baixos, produzir bem, aumentar as vendas e trabalhar fluxos financeiros”, afirmou Gustavo.

De acordo com ele, pelo menos quatro aspectos devem ser considerados para garantir um bom processo sucessório:

- Trabalhar o sentido de empresa;
- Pensar na proteção patrimonial;
- Pensar na unidade do negócio;
- Usar as ferramentas de governança.

Faça o download do material “Planejamento Sucessório” complementar à entrevista

LEIA MAIS

NOTÍCIAS

Vários temas são fundamentais para a manutenção da produtividade agrícola. Entre eles, o manejo de pragas, doenças e daninhas e a eficiência de produtos. O Portal Syngenta prepara, constantemente, conteúdos jornalísticos realizados a partir de fontes de informação como engenheiros agrônomos e produtores rurais. Veja ao lado uma seleção dessas reportagens. Boa navegação!