Maturadores: ferramenta para multiplicar resultados na cana

18/08/2017 16:32:19

Atualizado:

23/08/2017 10:16:57

 

Se o desafio do homem do campo é elevar a rentabilidade dos canaviais, os maturadores são a resposta. Capazes de aumentar o ATR (Açúcar Total Recuperado) sem prejudicar o TCH (Toneladas de Cana por Hectare), os maturadores vêm sendo usados como poderosa ferramenta estratégica e operacional para as usinas.

“O manejo de plantio e da colheita em conjunto com o clima e as unidades de medida influenciam diretamente na maturação da cana-de-açúcar, mas os maturadores entram nessa equação como potencial de multiplicação dos resultados da lavoura”, explica Leandro Boncompagni, coordenador de Marketing da Syngenta.

Com o uso de maturadores, dá para antecipar a colheita, iniciando a safra com melhor curva de ATR. Assim, os produtores podem otimizar o CCT (corte, carregamento e transporte), ou seja, transportar mais açúcar por carga sem comprometer a produtividade do corte atual. Outro benefício da aplicação dos maturadores é melhorar o enraizamento e, com isso, a produtividade das socas subsequentes e a longevidade dos canaviais.

“Os maturadores também podem aliviar as quedas de ATR em anos de muita chuva ou elevar ainda mais os níveis de ATR quando o clima for favorável. Servem ainda para reduzir a queda do ATR decorrente das chuvas no fim da safra”, diz Boncompagni.

No ano passado, produtores que participaram da primeira edição do desafio MultiplicAção, promovido pela Syngenta, puderam constatar os ganhos obtidos com a aplicação do maturador Moddus, produzido pela empresa. Mais de 20 usinas se inscreveram no projeto e aceitaram colaborar para aprimorar o uso de Moddus e alavancar os resultados do canavial.

“Embora a aplicação de maturadores seja uma tecnologia já utilizada em escala, podemos melhorar ainda mais os resultados da lavoura apenas otimizando o uso do produto durante períodos transitórios do ciclo produtivo”, afirma o especialista da Syngenta. “Para isso, é preciso que o produtor entenda por que usar o maturador e quando, onde e como aplicá-lo. Tudo isso vai interferir de forma decisiva no desempenho da lavoura”, explica.

“O MultiplicAção mostrou como o uso dessa ferramenta de manejo de resultados pode evoluir”, diz Boncompagni. O maior retorno alcançado entre os participantes do desafio na safra 2016/2017 foi de R$ 16,60 para cada R$ 1,00 investido em Moddus. No outro extremo, o menor retorno foi de 100%: para cada R$ 1,00 investido, R$ 2,00 retornaram para a empresa. Os resultados são medidos pela Canaplan, parceira da Syngenta na promoção do evento, que analisa amostras colhidas nas áreas tratadas com o maturador.

Quem estiver interessado em participar da edição deste ano do desafio ainda tem tempo. Produtores de todo o Brasil têm até o dia 23 de agosto para fazer inscrição no MultiplicAção Safra 2017/2018. Procure um RTV da Syngenta, pegue com ele a cartilha do MultiplicAção Safra 2017/2018 e preencha a ficha. Ele mesmo se encarregará de encaminhar o documento à organização.

LEIA MAIS

NOTÍCIAS

Vários temas são fundamentais para a manutenção da produtividade agrícola. Entre eles, o manejo de pragas, doenças e daninhas e a eficiência de produtos. O Portal Syngenta prepara, constantemente, conteúdos jornalísticos realizados a partir de fontes de informação como engenheiros agrônomos e produtores rurais. Veja ao lado uma seleção dessas reportagens. Boa navegação!