Paraná deve colher 40 milhões de toneladas de grãos

07/08/2017 09:30:00

Atualizado:

17/08/2017 18:47:56

A Secretaria da Agricultura e do Abastecimento do governo do Estado do Paraná, em nova reavaliação, estima que a safra 2016/2017 de grãos poderá superar 40 milhões de toneladas. O relatório do Departamento de Economia Rural (Deral), que acompanha mensalmente a evolução das lavouras, já registrou as perdas iniciais na safra de trigo, devido à geada recente, seca durante a evolução da cultura e, ainda, menor área de plantio.

No caso do trigo, principal cereal de inverno no Paraná, as geadas ocorridas em junho não causaram prejuízos às lavouras. Já as de julho provocaram alguns danos que começam a ser contabilizados.

O trigo plantado no Paraná já registra perdas de 6% na produção devido às geadas recentes e período de seca que atingiu as lavouras do Oeste e Centro do Estado. Fora isso, houve redução de área ocupada pela cultura, que este ano foi 13% menor.

Com metade da segunda safra de milho já colhida, é possível prever um grande volume do grão este ano no Estado. As duas safras devem totalizar 18,5 milhões de toneladas, cerca de cinco milhões acima da colheita do ano passado.

A primeira safra, já encerrada, rendeu 4,9 milhões de toneladas, um aumento de 47% sobre igual período de 2016. A segunda safra, com a colheita em curso, deverá atingir 13,7 milhões de toneladas, um aumento de 35% sobre o mesmo período do ano passado. 

Já a safra de soja se consolidou com um volume de 19,6 milhões de toneladas, 19% a mais que em 2016.

|

Fonte: Secretaria da Agricultura e do Abastecimento do governo do Estado do Paraná.

LEIA MAIS

NOTÍCIAS

Vários temas são fundamentais para a manutenção da produtividade agrícola. Entre eles, o manejo de pragas, doenças e daninhas e a eficiência de produtos. O Portal Syngenta prepara, constantemente, conteúdos jornalísticos realizados a partir de fontes de informação como engenheiros agrônomos e produtores rurais. Veja ao lado uma seleção dessas reportagens. Boa navegação!