Plantas daninhas causam grandes perdas na produção de grãos

06/09/2017 10:51:24

Atualizado:

22/09/2017 18:59:40

 

As plantas daninhas representam hoje um dos principais problemas para a produtividade do agricultor no Brasil. As estimativas de perdas na produção de grãos podem chegar a 70% nas lavouras de soja em casos extremos de infestação, segundo dados da Embrapa Soja. O controle exige um trabalho de inteligência aliado a tecnologias eficientes e alternativas ao glifosato, já que boa parte dessas plantas desenvolveram resistência à substância. Para isso, manter os campos livres das daninhas, que competem por espaço, água, luz e nutrientes com as culturas, exige que se estabeleça precisamente os alvos a combater e o plano de controle para cada alvo.

Tudo começa com um levantamento da área para saber quais plantas daninhas existem ali, identificar o nível de infestação, determinar qual o tipo de herbicida adequado e definir o plano de aplicação. Sem isso, corre-se o risco de investir sem o retorno desejado.

A Syngenta dispõe de um programa completo para ajudar os agricultores nesse trabalho. Funciona assim: 

1.     Um  engenheiro agrônomo da empresa visita a propriedade antes do início do plantio para levantar o histórico de infestação da área;

2.     Os dados são inseridos no aplicativo Gestão Agro;

3.     O aplicativo ajuda a identificar as plantas daninhas e gera um relatório;

4.     O relatório orienta a construção do plano de controle de infestação.

Desenvolvido pela Syngenta, o Gestão Agro tem um banco de dados com as principais daninhas. O especialista que visita a propriedade compara, então, as plantas encontradas na área com as da galeria existente no dispositivo para reconhecer as que devem ser combatidas. Com base nas informações colhidas em cada localidade, o aplicativo gera um relatório que determina o nível de infestação e define os alvos a combater. Um mapa de calor que mostra exatamente onde há mais daninhas possibilita ao agricultor ter uma visão dos monitoramentos todos realizados no Brasil e lhe permite até mesmo tomar decisões com base nos riscos à sua propriedade. 

As recomendações feitas aos agricultores se baseiam no programa Lavoura Limpa, criado pela Syngenta para orientar o manejo e o controle de daninhas de forma totalmente alinhada com as necessidades de cada propriedade. Leva em conta, por exemplo, a presença de plantas resistentes ao glifosato e a necessidade de tolerância zero para o capim-amargoso, a buva e o capim-pé-de-galinha, orientando o uso de herbicidas líderes no mercado.

VEJA MAIS

VÍDEOS

Há diversos temas essenciais à produtividade agrícola, entre eles o controle de pragas, doenças e daninhas, a eficiência de produtos e o tratamento de sementes industrial. A Syngenta preparou uma série de vídeos sobre variados assuntos e também ouviu pessoas que trabalham no campo e especialistas. Veja ao lado um conjunto desses vídeos. Boa navegação!