5 dicas de manejo para o percevejo

O que o produtor deve fazer para garantir uma lavoura livre do inseto

18/05/2018 10:12:21

 

Os percevejos estão presentes em diversas lavouras brasileiras, segundo a Embrapa, e causam prejuízos importantes em culturas como a soja e o milho. Se proliferam muito rápido, já que uma fêmea pode dar origem a mais de cem novos indivíduos em média. Eles se alimentam de diferentes hospedeiros (são polífagos) e são capazes de ficar sem receber nutrientes por longos períodos. Por isso, o controle dessa praga é tão difícil.

Quando a colheita da soja termina, é bastante comum sobrarem grãos pelo solo. Segundo o pesquisador da Embrapa Soja, Adeney de Freitas Bueno, esses grãos podem servir de alimento para o percevejo se desenvolver até que a próxima cultura seja instalada – normalmente, o milho. "É importante fazer a colheita da melhor forma possível, pois quanto menos grãos ficarem no chão, menor será a população de percevejos", diz Bueno.

No caso do milho, o bom manejo de plantas daninhas também é essencial para o controle do percevejo. Segundo o pesquisador, áreas de soja infestadas com daninhas oferecem maior quantidade de alimentos ao inseto e permitem o crescimento populacional. O percevejo costuma atacar o milho segunda safra no início do desenvolvimento da cultura.

Algumas estratégias de manejo que servem para diferentes culturas, segundo o pesquisador da Embrapa:

1. Colheita bem feita para não sobrar grãos no chão; 

2. Monitoramento efetivo com entradas na lavoura pelo menos uma vez por semana; 

3. Uso de inseticidas com poder de choque e residual, para que a planta tenha proteção por mais tempo;

4. Aplicação de produtos no momento certo, quando o número de percevejos chega a dois por metro;

5.  Aplicação no início da manhã ou no final de tarde, quando as temperaturas são mais amenas;

6. Eliminação de plantas daninhas que podem servir de ponte para o percevejo.

Controle químico

De acordo com Bueno, ainda que apareçam no estágio vegetativo das lavouras de soja, os percevejos devem ser manejados só depois do aparecimento das vagens. “Controles antecipados, além de desperdício de dinheiro, aumentam a pressão de seleção de insetos resistentes", explica o pesquisador.

Segundo a Gerente de Inseticidas e Desenvolvimento de Produtos da Syngenta, Giorla Moraes, a recomendação ao produtor é que o monitoramento seja feito com batida de pano. “É preciso recorrer ao controle químico quando o nível de dano econômico é atingido, ou seja, quando se encontram 2 percevejos maiores de 0,5/metro para áreas de produção de grãos e 2 percevejos maiores de 0,5/m para área de produção de sementes. Na última safra foram feitas três aplicações por ciclo, em média", diz. A quantidade depende da região, da temperatura e do grau de infestação.

Entre as soluções disponíveis no mercado para controle do percevejo, a Syngenta oferece o Engeo Pleno S, uma versão reformulada do inseticida Engeo Pleno, que existe desde 2005. O produto foi desenvolvido com a segunda geração da tecnologia Zeon, que preserva o ingrediente ativo, controlando a liberação e fazendo com que o defensivo fique mais aderido às plantas. "Por ser um produto que oferece controle de choque e residual, o efeito dura mais dias”, afirma Giorla.

Com os princípios ativos Tiametoxam e Lambda-cialotrina, o Engeo Pleno S garante mortalidade de 100% dos insetos em duas horas de aplicação. O controle de praticamente todas as pragas sugadoras e mastigadoras de diversas culturas e o efeito residual prolongado do produto possibilitam um controle de nível superior de ninfas e adultos.

De acordo com a executiva, se não controlado, o percevejo pode reduzir a produtividade da lavoura de soja em aproximadamente 35-40%, dependendo da infestação. "Além desse dano direto, na queda no rendimento, o inseto pode afetar a qualidade do grão, reduzindo o preço pago ao produtor", diz.

Leia mais:

+Pragas: manejo estratégico é essencial para bom resultado da soja

+Como fazer o melhor controle de percevejos na lavoura de soja

+Efeito de choque e residual potencializam manejo de percevejos

VEJA MAIS

VÍDEOS

Há diversos temas essenciais à produtividade agrícola, entre eles o controle de pragas, doenças e daninhas, a eficiência de produtos e o tratamento de sementes industrial. A Syngenta preparou uma série de vídeos sobre variados assuntos e também ouviu pessoas que trabalham no campo e especialistas. Veja ao lado um conjunto desses vídeos. Boa navegação!