Congresso Nacional das Mulheres do Agronegócio reunirá 800 produtoras rurais

Segunda edição do evento oferece palestras, oficinas práticas e espaços para networking

13/10/2017 16:30:59

Atualizado:

20/10/2017 15:54:29

Shutterstock

A  7ª edição da Pesquisa sobre Hábitos do Produtor Rural da Associação Brasileira de Marketing Rural e Agronegócio (ABMR&A) mostrou que, em 2013, do total de pessoas responsáveis pelas tomadas de decisão em propriedades rurais, 10% eram mulheres. Em 2016, esse número chegou a 31%. “A mulher está muito mais presente na gestão das propriedades rurais. Não estamos dizendo que ela está assumindo o comando da produção, mas está em um posto importante e de tomada de decisão do negócio”, explica o presidente da ABMR&A, Jorge Espanha.

Para reunir estas empreendedoras, nos dias 17 e 18 de outubro será realizado o 2º Congresso Nacional das Mulheres do Agronegócio, em São Paulo (SP). O evento espera reunir mais de 800 produtoras rurais para 15 workshops práticos e painéis de debates, que serão conduzidos por acadêmicos e renomados profissionais do setor. Entre os temas abordados estão liderança Integrada, liderança empreendedora, criatividade e cooperação, agricultura digital, tecnologia e genética, sucessão, crédito rural e cases de sucessos.

Veja também:

+ Mapa de Monitoramento: receba gratuitamente alertas de daninhas, pragas e doenças, como a ferrugem, na sua região

+ “Gestão da sucessão familiar é essencial para o negócio”, diz Gustavo Lemos. Assista

+ Webinar: pesquisador da Embrapa tira dúvidas sobre plantas daninhas

+ Nucoffee: 10 anos ao lado da cafeicultura de alta qualidade

A Syngenta, patrocinadora master do Congresso, vê a realização do encontro como uma oportunidade de dialogar e ouvir as mulheres do campo. Há dois anos a empresa passou a trabalhar mais para valorizar a diversidade dentro e fora da organização, e a trabalhar pela igualdade no seu quadro de funcionários. "Efetivamente a diversidade traz ótimos resultados para a Syngenta. Há pesquisas que mostram que empresas mais diversas obtêm melhores índices financeiros e sociais", diz Cristine Castro, gerente de Recursos Humanos e líder do Comitê de Diversidade e Inclusão da Syngenta Brasil.

O quadro de funcionários diverso é uma das estratégia da Syngenta para bons resultados. "Queremos ter profissionais com as melhores competências, independente de serem homens, mulheres, LGBT, cor, crença ou qualquer característica. Vemos que a complementariedade de olhares nos permite ter novos valores e ver os negócios de forma mais ampla", afirma.

No campo, a empresa acompanha o crescimento saudável da participação das mulheres no campo. "Temos notado um maior número de mulheres na sucessão das propriedades, ao lado de seus parceiros e parceiras, assumindo canais de distribuição, sendo protagonistas em cooperativas. Estarmos atentos a isso é muito bom para entendermos o que elas precisam", diz Cristine.

As mulheres também têm estado à frente de casos de sucesso na produção agrícola. No concurso Plataforma de Produtividade Integrada (PIN), organizado pela Syngenta, a agricultora Cecília Barros de Mello Falavigna, da cidade de Floraím (PR), venceu com a produtividade de 92 sacas por hectare, e passou a ser conhecida como a “rainha da soja”. Ela será uma das palestrantes do Congresso.

Café de qualidade

O estande da Syngenta no Congresso Nacional das Mulheres do Agronegócio deve repetir o sucesso da primeira edição. A cafeteria com grãos produzidos com tecnologia NuCoffee será um dos espaços oficiais de networking. A equipe Syngenta estará no espaço ouvindo e trocando experiências com as produtoras rurais de diversos estados do Brasil.

"Queremos estabelecer o diálogo com essas mulheres, entender suas necessidades técnicas, e como elas acham que a Syngenta pode ajudá-las a se desenvolverem. Na primeira edição as produtoras nos trouxeram vários pontos de como podíamos melhorar, e estamos trabalhando junto com elas para reforçar o protagonismo feminismo, propondo networking e trocas de experiências em nosso estande", afirma a executiva.

LEIA MAIS

NOTÍCIAS

Vários temas são fundamentais para a manutenção da produtividade agrícola. Entre eles, o manejo de pragas, doenças e daninhas e a eficiência de produtos. O Portal Syngenta prepara, constantemente, conteúdos jornalísticos realizados a partir de fontes de informação como engenheiros agrônomos e produtores rurais. Veja ao lado uma seleção dessas reportagens. Boa navegação!