Conheça a decisão que pode livrá-lo da antracnose na soja no momento certo

Aplicações preventivas ajudam no controle de doenças, como a antracnose, que prejudicam a produtividade de quem cultiva a soja

09/11/2018 10:48:13

Atualizado:

09/11/2018 14:53:38

 

Se você planta soja já sabe que doenças como a ferrugem asiática, o complexo de manchas e a antracnose podem causar perdas significativas na lavoura. A prevenção é aliada e pode ser feita antes mesmo do início do cultivo.

Agir de maneira preventiva é importante porque o controle é mais difícil quando doenças como a antracnose já estão instaladas. Para isso, o tratamento de sementes e o uso de fungicidas no estádio vegetativo da soja ajudam você, produtor, a proteger a planta do inóculo inicial de doenças. Mas é possível ir além dessas tarefas!

As boas práticas agrícolas para o cultivo da soja incluem cuidados com o solo e respeito ao calendário de plantio e vazio sanitário. Nesse conjunto de ações há uma tarefa essencial que marca o pré-fechamento da cultura e que não pode ser deixada de lado para que você alcance a máxima produtividade.

 

 

Antracnose, inimiga da produtividade

A antracnose apresenta manchas de coloração escura nas folhas, hastes e vagens ou deterioração das sementes. Quando a doença ataca as vagens, as mesmas ficam escurecidas, retorcidas e por isso são abortadas, resultando em uma severa redução na produtividade.

A antracnose geralmente dá sinais de infestação em estágios avançados. Ela surgiu no Brasil no final dos anos 80 e se espalhou pela região do cerrado devido às condições favoráveis proporcionadas pela alta umidade e temperaturas. Hoje, é encontrada em outras regiões do Brasil com condições semelhantes.

Tomada de decisão

A utilização de fungicidas, quando aplicados nos momentos adequados, resultam em um bom controle dessa doença. Você deve fazer as aplicações no estádio vegetativo da cultura (conhecida como aplicação zero) em torno dos primeiros 30 dias de emergência. Elas são fundamentais para prevenir a infecção do patógeno ainda no início do desenvolvimento da cultura. Para proteger a soja neste momento, a Syngenta possui em seu portfólio o Score Flexi, uma mistura de dois triazóis que possuem uma alta eficácia para antracnose e outros manchas foliares, tal como mancha-alvo.

Agora, passado este momento e já no pré-fechamento, é a hora de você  colocar em prática a dica preventiva que pode fazer toda a diferença no resultado final. “O agricultor deve se atentar no momento ideal para a continuação do programa de fungicidas e realizar próxima pulverização no pré-fechamento da cultura ou no máximo aos 45 dias após a emergência, protegendo a planta durante o início do período reprodutivo”, explica Bruno Zuntini, DTM da Syngenta no sudoeste goiano.

Uma etapa fundamental

Para este momento-chave no cultivo da soja, a Syngenta recomenda a aplicação foliar de Elatus combinada com Cypress e, após 14 dias, o uso de Elatus junto com multissítios (Mancozebe ou Clorotalonil) para garantir a proteção efetiva e o controle eficiente. São essas aplicações que vão garantir a proteção e manter o inóculo baixo. “O produtor que já realizou a aplicação zero preveniu-se contra a infecção precoce de antracnose e outras manchas. Agora, é necessário a realização uma nova pulverização no pré-fechamento das entrelinhas, que é a última oportunidade que ele possui para atingir por completo as folhas do terço inferior”.

Além disso, caso você realize a aplicação de forma curativa, quando os sintomas das manchas já estão visíveis e a cultura encontra-se fechada, o controle torna-se muito mais difícil e as perdas na produtividade serão maiores.

Por isso a aplicação no pré-fechamento é uma etapa de muita importância para o controle das doenças na soja, afirma Bruno: “Reforço que essa é a última chance de proteger a planta por completo, aproveitando a eficácia da combinação entre Elatus + Cypress no controle de antracnose e outras manchas foliares e mantendo a sanidade necessária para a obtenção de altos rendimentos”.

Veja também:

+Descubra a receita de produtores para uma safra livre da ferrugem e outras doenças

+Ferrugem e manchas: encontro destaca ação ampliada de fungicida para doenças da cana

+Aplicações preventivas integram boas práticas para controlar doenças da soja

 

 

LEIA MAIS

NOTÍCIAS

Vários temas são fundamentais para a manutenção da produtividade agrícola. Entre eles, o manejo de pragas, doenças e daninhas e a eficiência de produtos. O Portal Syngenta prepara, constantemente, conteúdos jornalísticos realizados a partir de fontes de informação como engenheiros agrônomos e produtores rurais. Veja ao lado uma seleção dessas reportagens. Boa navegação!