CeCafé aponta queda nas exportações de café em 2017

Estimativa é de redução de quatro milhões de sacas, mas receita se mantém positiva por causa do dólar

06/11/2017 11:57:03

Atualizado:

10/11/2017 18:58:42

Shutterstock

Este ano, o Brasil deve esportar cerca de quatro milhões de sacas de café a menos que 2016, registrando entre 30 e 32 milhões de sacas enviadas para o exterior no período. A receita deve continuar boa devido ao dólar favorável. A estimativa é do Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (CeCafé).

O desempenho inferior foi resultado da combinação de safra menor por conta do clima e bienalidade da cultura, e também porque os produtores estão segurando a safra para esperar melhores preços para a commodity.

Veja também:
+ Produtora de café colhe grãos acima da média com alta tecnologia

+ Produtores colhem mais café com qualidade após uso de tecnologias

+ Cigarra-do-cafeeiro: praga barulhenta causa estragos na lavoura

Para os três últimos meses do ano a expectativa é chegar à média mensal de três milhões de sacas por mês, o que ajuda a fechar o ano em 31 milhões de sacas exportadas.

Para o diretor técnico do CeCafé, Eduardo Heron, esse cenário de queda pode ser repetido em 2018. "Ainda é prematuro fazer qualquer avaliação ou projeção. As chuvas recentes foram muito boas no campo, e ainda está chovendo, mas temos que esperar os resultados disso para as lavouras para então termos um sentimento do que se pode esperar para o próximo ano", diz.

LEIA MAIS

NOTÍCIAS

Vários temas são fundamentais para a manutenção da produtividade agrícola. Entre eles, o manejo de pragas, doenças e daninhas e a eficiência de produtos. O Portal Syngenta prepara, constantemente, conteúdos jornalísticos realizados a partir de fontes de informação como engenheiros agrônomos e produtores rurais. Veja ao lado uma seleção dessas reportagens. Boa navegação!