Congresso mostra tecnologia para produtividade dos canaviais

Estande da Syngenta apresenta benefícios do uso de mudas pré-brotadas na lavoura

22/11/2017 02:00:22

Atualizado:

22/11/2017 19:23:40

 

Toda a cadeia envolvida na produção de cana-de-açúcar do país está reunida no 10º Congresso Nacional da Bioenergia, realizado em 22 e 23 de novembro, em Araçatuba (SP). Ao longo do evento, produtores podem conhecer novas tecnologias capazes de combater pragas, doenças e outros problemas que impactam a produtividade do canavial – como a praga Sphenophorus levis, por exemplo.

Também conhecida como bicudo da cana-de-açúcar, a praga vem ganhando importância nos últimos anos. Na fase de larva, o inseto se alimenta dos perfilhos e destrói a soqueira, provocando falhas na plantação. “O canavial atacado perde a longevidade, pois as plantas já não conseguem brotar para o ciclo seguinte. Com isso, é preciso renovar a lavoura antes do tempo”, diz o engenheiro agrônomo José Carlos Rufato, da área de Desenvolvimento Técnico de Mercado da Syngenta.

Segundo Rufato, uma das formas de propagação do bicudo-da-cana é a produção de mudas a partir da lavoura já infestada. “Ao tirar mudas para renovar o canavial, o agricultor pode transferir plantas de uma área infestada para outras livres”, afirma. A melhor maneira de evitar isso, de acordo com o agrônomo, é usar plantas sadias no plantio ou na renovação do canavial.

No congresso em Araçatuba, o estande da Syngenta mostra como é o processo de produção de mudas pré-brotadas por meio da tecnologia Plene PB. “Os protocolos aplicados a essa tecnologia asseguram mudas pré-brotadas livres de doenças e pragas”, diz Rufato.

Novidades 

Também no espaço da Syngenta, os produtores de cana poderão conhecer o software Smartbio, desenvolvido em parceria com a Smartbreeder para avaliar riscos de infestação com a broca-da-cana, outra praga que ataca os canaviais.

O programa avalia diferentes fatores que contribuem para presença da broca, como clima, tipo de solo, variedade de cana e uso de insumos ou manejos que favorecem a infestação (a vinhaça, por exemplo). A partir disso, orienta o produtor sobre como fazer o manejo adequado.

Outra novidade apresentada no estande é um aplicativo para ajudar no controle de plantas daninhas. A ferramenta pretende estimular o agricultor a comparar áreas, observando os benefícios da aplicação de herbicidas seletivos, como o Dual Gold. “Desta forma, os produtores podem fazer um acompanhamento prolongado do manejo, comparando áreas e observando os benefícios da aplicação de tecnologias que preservam sua produtividade”, diz Rufato.

Veja também:

+ Broca-da-cana: produtor deve estar atento à infestação até maio

+ Fungicida tem ação ampliada para doenças secundárias da cana

+ Tecnologia facilita o combate aos inimigos da produtividade no campo

 

VEJA MAIS

VÍDEOS

Há diversos temas essenciais à produtividade agrícola, entre eles o controle de pragas, doenças e daninhas, a eficiência de produtos e o tratamento de sementes industrial. A Syngenta preparou uma série de vídeos sobre variados assuntos e também ouviu pessoas que trabalham no campo e especialistas. Veja ao lado um conjunto desses vídeos. Boa navegação!