Doenças fúngicas: dicas para o manejo adequado

Especialista fala sobre uma das principais ameaças no cultivo

05/01/2018 10:07:13

Atualizado:

11/01/2018 10:05:08

 

Mais de cem doenças provocadas por fungos já foram relatadas na cultura da soja em todo o mundo. No Brasil, as mais relevantes e que causam maiores prejuízos para o agricultor são: ferrugem asiática (hoje, o maior dos problemas), antracnose, mancha-alvo, mofo-branco e oídio. A melhor estratégia de combate ao problema é o manejo químico. É preciso atenção, no entanto, para evitar o comprometimento das moléculas já desenvolvidas, por meio da aplicação adequada, capaz de retardar o surgimento de fungos resistentes aos produtos.

No capítulo desta sexta-feira (5) da websérie, o professor Carlos Alberto Forcelini, da Universidade Federal de Passo Fundo, explica como o manejo químico, com o uso rotacionado de defensivos e o respeito aos intervalos adequados para a pulverização, pode garantir o combate ao problema.

A websérie retorna em 8 de janeiro, com dicas essenciais para o combate de pragas. Até lá, você pode saber mais sobre os outros temas abordados, nos links abaixo.

+Clima: saiba mais sobre esse fator determinante para o sucesso no campo

+Tratamento de sementes: a base para o ganho de produtividade

+Plantas daninhas: cuidados devem ser tomados antes do cultivo 

+Pragas: controle exige cuidados que vão além do uso de inseticidas

+Bioestimulantes trazem ganhos de produtividade comprovados

+Economia: saiba o que é relevante para a tomada de decisões

+Sucessão familiar: as quatro bases necessárias

LEIA MAIS

NOTÍCIAS

Vários temas são fundamentais para a manutenção da produtividade agrícola. Entre eles, o manejo de pragas, doenças e daninhas e a eficiência de produtos. O Portal Syngenta prepara, constantemente, conteúdos jornalísticos realizados a partir de fontes de informação como engenheiros agrônomos e produtores rurais. Veja ao lado uma seleção dessas reportagens. Boa navegação!