Milho: produtores do PR superam produtividade média com programa

Agricultores produziram de 263 a 307 scs/alq com pacote de soluções integradas; média da região é de 220 a 230 sacas

24/11/2017 18:32:37

Atualizado:

27/11/2017 11:57:30

 

Agricultores de milho Paraná superaram a média de produtividade da região após aderir a um protocolo de soluções integradas da Syngenta para a cultura: o Granotop. Os que apostaram no programa no ano passado, agora comemoram resultados de, em média, médias de 263 a 307 sacas por alqueire. Segundo a Cooperativa Nacional de Abastecimento (Conab), a média de produtividade da região varia de 220 a 230 scs/alq.
 
Na cooperativa Copacol, uma das primeiras participantes do programa e parceria da Syngenta há quatro anos, os 20 produtores com melhores resultados alcançaram média de 327 sacas por alqueire – 97 sacas a mais do que se colhe normalmente na região.

“O programa está estruturando em um tripé que envolve Syngenta, produtor e cooperativa”, diz Marcelo Alves de Souza, gerente de marketing para a cultura de milho. “A empresa oferece sementes e defensivos à cooperativa, que repassa os híbridos ao produtor e oferece assistência técnica. O cooperado, por sua vez, se compromete a cultivar terrenos de 10, 20 ou 100 hectares, de acordo com as instruções recebidas, além de plantar uma área comparativa”, explica. Ao final da colheita, as cooperativas e os associados com melhor desempenho são premiados.

Cerca de 70% da produção nacional de milho é transformada em ração, portanto, investir em híbridos que oferecem melhor qualidade de grão é importante, afirma Souza. “A indústria paga mais por um grão puro e o reflexo disso pode ser sentido até em nossa alimentação, uma vez que os animais comem uma ração mais pura. Sem contar o milho destinado a uso industrial para a fabricação de alimentos como chips e bolachas", diz.

Para alguns agricultores, o benefício é direto. “Aderi ao protocolo para buscar melhores grãos porque tenho aves e preciso de uma ração de qualidade”, afirma Alessio Lui Groth, de Itapulandia (PR), cooperado da LAR. Um dos campeões de produtividade deste ano, Alessio viu a lavoura alcançar a marca de 432 sacas por alqueire.

“Além de aumentar a rentabilidade do produtor, o programa oferece grãos melhores para a cooperativa”, diz Jaimir Mohr, de Mercedes, no Paraná. Membro da Copagril, Mohr está entre os 20 produtores recordistas da última safra. Com os híbridos Formula Viptera, Supremo Viptera e Status Viptera, contabilizou 365 sacas por alqueire, 331 e 320, respectivamente. Os resultados são expressivos e chegam a superar (no caso da Formula Viptera) em 135 sacas a média regional.

Veja também:

+ Uso de híbrido de milho de alto nível resulta em produtividade 

+ Tecnologia facilita o combate aos inimigos da produtividade no campo

+ Controle de milho voluntário é essencial para garantir produtividade da soja

LEIA MAIS

NOTÍCIAS

Vários temas são fundamentais para a manutenção da produtividade agrícola. Entre eles, o manejo de pragas, doenças e daninhas e a eficiência de produtos. O Portal Syngenta prepara, constantemente, conteúdos jornalísticos realizados a partir de fontes de informação como engenheiros agrônomos e produtores rurais. Veja ao lado uma seleção dessas reportagens. Boa navegação!