Paraná fecha safra recorde e deve reduzir produção em 2017/2018, diz Deral

Para a safra de grãos de verão 2017/2018 a previsão é de queda de até 10% em relação a anterior

22/12/2017 16:15:59

Atualizado:

27/12/2017 18:42:16

 

A Secretaria da Agricultura e do Abastecimento do Paraná divulgou nesta sexta-feira (22) o resultado final da safra 2016/2017 e confirmou o recorde de produção da safra geral, de 41,65 milhões de toneladas. O volume foi 19% acima do ano anterior, quando foram colhidas 35,13 milhões de toneladas. A safra de verão, com 25,3 milhões de toneladas foi a que mais pesou no resultado geral.

Para a safra de grãos de verão 2017/2018 a previsão é de queda de até 10% em relação a anterior – o que corresponde a 2,5 milhões de toneladas. Problemas no clima, que começaram já no segundo semestre deste ano, causaram a redução.

Segundo o Departamento de Economia Rural (Deral) da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento, a previsão é que a produção seja de 22,8 milhões de toneladas, contra 25,3 milhões de toneladas da safra anterior.

Clima: Com um comportamento irregular do clima, ocorreu concentração, em outubro, do plantio das três principais culturas - feijão e milho da primeira safra e soja. Essa situação deverá reduzir a janela de plantio de milho segunda safra. A Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar) estendeu o prazo para o plantio da soja no Estado, de 31 de dezembro para até o dia 14 de janeiro, em caráter excepcional.


O Deral prevê uma redução de 3% no volume de produção de soja este ano - 19,8 milhões para 19,3 milhões de toneladas. A queda se dá em função do clima. A produtividade deverá ser em torno de 6% menor. Cerca de 60% da cultura que está em campo está em fase de floração e frutificação, período mais crítico à influência do clima.

Milho e trigo: o milho da primeira safra 17/18 tem previsão de queda de 40% no volume esperado. No ano passado foram colhidas 4,9 milhões de toneladas na primeira safra e este ano devem ser colhidas 3 milhões de toneladas. Houve redução de 35% na área plantada.

A segunda safra de milho de 2018 tem previsão de queda de 11% na área plantada e 7% na produção. Deverá ser colhido um volume de 12,3 milhões de toneladas, exatamente um milhão de toneladas a menos que no período anterior.

Se confirmado o desempenho das duas safras de milho, no período 17/18 o volume colhido será de 15 milhões de toneladas de milho, cerca de 3 milhões de toneladas a menos que este ano que atingiu 18,3 milhões de toneladas.

A colheita da safra 2017 do trigo foi encerrada, com um volume de 2,23 milhões de toneladas, 36% abaixo do ano anterior - o que correspondeu a uma redução de 1,25 milhão de toneladas. Este ano a safra foi menor em função da redução da área.

Leia mais:

+Cana: safra 2017/2018 deve chegar a 635 milhões de toneladas

+Com clima favorável, plantio de soja da safra 2017/2018 é concluído em MS

+Plantio de soja no PR alcança 99%; 1ª safra de milho já está toda semeada

 

LEIA MAIS

NOTÍCIAS

Vários temas são fundamentais para a manutenção da produtividade agrícola. Entre eles, o manejo de pragas, doenças e daninhas e a eficiência de produtos. O Portal Syngenta prepara, constantemente, conteúdos jornalísticos realizados a partir de fontes de informação como engenheiros agrônomos e produtores rurais. Veja ao lado uma seleção dessas reportagens. Boa navegação!