Produtor de milho do PR supera em 81,5% a média do estado

Uso de híbrido de milho foi feito em 100% das lavouras neste ano

22/12/2017 15:22:43

Atualizado:

22/12/2017 15:28:59

 

Há quatro anos, cansado de ver as lagartas corromper sua plantação de milho, o agricultor Almir Bras Ciciliato, de Ubiratan, no Paraná, resolveu aderir ao então recém-lançado Programa Integrare, da Syngenta. Na ocasião, ele optou pelo híbrido Fórmula Viptera, que prometia a melhor biotecnologia no controle de lagartas, e plantou uma área de 10 alqueires.

Um ano depois, em 2015, o resultado foi tão expressivo, que Almir decidiu aumentar a área de plantio, passando a 15 alqueires. Mais uma vez, a colheita o surpreendeu até que, neste ano, ele está usando o híbrido em 100% de suas lavouras do grão.

O resultado final da última safra, de 165 sacas por hectare, o transformou no campeão de produtividade do Integrare Milho no Paraná. “Gostei tanto dos resultados, que entrei também no Integrare Soja, já estou no segundo ano de plantio”, afirma Almir.

O Integrare é uma parceria da Syngenta com distribuidores e agricultores de todo o país. O programa combina produtos (híbridos, tratamento de sementes, inseticidas, herbicidas e fungicidas), assessoria técnica e um estreito relacionamento com o agricultor. Para participar, o produtor de milho ou soja deve aderir totalmente ao protocolo Syngenta (semente e defensivos), inclusive plantando uma área comparativa. Em contrapartida, recebe todo o suporte para alcançar os mais altos resultados de produtividade.

“No caso do milho, o produtor que plantar a área mínima de 50 hectares, no caso do Paraná, e 100 hectares, no caso do Mato Grosso do Sul, tem direito à aplicação aérea gratuita de defensivos”, explica Marcelo Alves de Souza, gerente de Marketing de Milho. 

Na última safra, o programa Integrare Milho contou com 568 produtores participantes. Com 141 mil hectares de área plantada, em 2017 os resultados superaram muito as médias de colheita dos dois maiores estados produtores do país.

Segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a média de Paraná e Mato Grosso do Sul foi 91 sc/há na última safra. Já os agricultores que adquiriram a solução Integrare Milho nos dois estados, atingiram 106 sc/ha e 114 sc/ha, respectivamente.

A produtividade, porém, não é a única vantagem de aderir ao protocolo. “O resultado você vê a olho nu”, afirma Almir. Segundo o campeão de 2017, que superou em 81,5% a produção do estado do Paraná, o padrão da lavoura fica muito melhor: “O padrão visual é o mesmo, do primeiro ao centésimo pé”.

Leia mais:

+Lavouras de milho têm bom potencial produtivo no RS

+Milho safrinha: área plantada deve recuar 12,4% no Centro-Sul

+Preços do milho devem melhorar em 2018, diz consultor

LEIA MAIS

NOTÍCIAS

Vários temas são fundamentais para a manutenção da produtividade agrícola. Entre eles, o manejo de pragas, doenças e daninhas e a eficiência de produtos. O Portal Syngenta prepara, constantemente, conteúdos jornalísticos realizados a partir de fontes de informação como engenheiros agrônomos e produtores rurais. Veja ao lado uma seleção dessas reportagens. Boa navegação!