Safrinha em Goiás pode estar comprometida, diz associação

Apenas 10% da área do estado foi semeada por falta de chuvas

31/10/2017 19:30:12

Atualizado:

10/11/2017 11:46:16

 

A falta de chuvas segue atrasando o plantio de soja em Goiás, o estado com pior desempenho na semeadura da safra de grãos 2017/2018, registrando apenas 10% plantado até agora. "Em outubro de 2016, quando as chuvas chegaram mais cedo e foram regulares, os produtores conseguiram plantar cerca de 25% da área total", afirma em nota a Associação dos Produtores de Soja e Milho em Goiás (Aprosoja-GO).

No mesmo documento, a entidade lembra que a maior parte das cultivares de soja adotadas pelos produtores tem ciclo de 105 a 115 dias. O tempo invade a janela ideal do milho safrinha, que é até fevereiro, já impactando a produtividade do grão. "Teremos uma safrinha comprometida, porque mesmo sendo plantada ela terá uma produtividade menor", disse o presidente da Aprosoja-GO, Bartolomeu Braz Pereira.

LEIA TAMBÉM:

+ Plantio de soja chega a 30% em todo o Brasil, segundo consultoria

+ Abertas inscrições para desafio nacional de produtividade da soja

LEIA MAIS

NOTÍCIAS

Vários temas são fundamentais para a manutenção da produtividade agrícola. Entre eles, o manejo de pragas, doenças e daninhas e a eficiência de produtos. O Portal Syngenta prepara, constantemente, conteúdos jornalísticos realizados a partir de fontes de informação como engenheiros agrônomos e produtores rurais. Veja ao lado uma seleção dessas reportagens. Boa navegação!