Saiba como o controle preventivo pode te ajudar a prevenir duas das principais doenças da soja

É hora de o produtor dobrar a atenção e realizar, no momento certo, o manejo adequado, de olho na máxima produtividade

18/09/2018 17:44:29

Atualizado:

18/09/2018 18:22:21

 

O produtor que se prepara para o plantio da soja deve dobrar o cuidado, desde já, para o surgimento de doenças na lavoura. Entre os principais problemas estão as manchas-foliares e a antracnose. E é possível se prevenir e evitar ambas ainda no início do cultivo.

A sobrevivência de fungos propagadores das doenças em restos culturais como a palhada e também disseminados pelas sementes são dois fatores de alerta. Optar por sementes de soja certificadas e tratadas com fungicidas é o primeiro passo para o sucesso do cultivo. Elas garantem mais proteção, mas outras boas práticas também são essenciais.

 “O manejo químico com fungicidas no estádio vegetativo da soja se torna cada vez mais importante para proteger a planta do inóculo inicial de doenças. Os restos culturais, como a palhada, são fontes de patógenos, inclusive a própria semente”, explica Douglas Marques, DTM (Desenvolvimento Técnico de Mercado) da Syngenta. “Sem essa proteção preventiva, com o início das chuvas e o desenvolvimento da cultura, esses fungos podem facilmente contaminar as plantas e causar prejuizos”, completa.

Os fungos causadores das doenças podem apresentar longo período de latência na lavoura e os sintomas serem verificados apenas após o início do florescimento. Por isso, prevenir-se é essencial, já que o controle, quando possível, é mais difícil quando a doença já está instalada.

Características das doenças

A mancha-alvo causa lesões que se iniciam por pontuações pardas e evoluem para grandes manchas circulares, de coloração castanho-clara a castanho-escura, atingindo até 2 cm de diâmetro e em alguns casos causa desfolha. Junto dela, outras duas manchas foliares também merecem atenção.

A mancha parda (Septoria glycines), que causa lesões de cor vinho, é uma das primeiras doenças a aparecer no campo de cultivo. Já a mancha púrpura da semente (Cercospora kikuchii), também conhecida como crestamento foliar de cercospora, é uma doença de final de ciclo que reduz a qualidade e a germinação, caracterizada pela coloração roxa e marrom.

Na lista, entre outras doenças, a antracnose é responsável pela morte de plântulas e apresenta manchas de coloração escura nas folhas, hastes e vagens ou deterioração das sementes. As vagens também ficam retorcidas.

Momento certo para o controle

Nesse momento é hora do produtor ficar atento e manter as boas práticas agrícolas, como respeitar a época da semeadura, escolher corretamente as sementes e planejar o programa de fungicidas, sempre de forma preventiva.

Quando aplicados nos momentos adequados e com a combinação certa, os fungicidas ajudam no manejo da resistência e na conquista da máxima produtividade. As aplicações no estádio vegetativo da cultura, em torno dos primeiros 30 dias, são fundamentais para um bom controle. “É o que chamamos de aplicação 0 (zero)”, explica Marques. 

Para proteger a soja neste estádio inicial da cultura, a Syngenta possui em seu portfólio o Score Flexi, uma mistura de dois triazóis que possuem um amplo espectro de controle de manchas e antracnose, que ocorrem justamente neste início do cultivo. “Ele complementa o fungicida usado no tratamento de sementes, agindo no fim do residual dos fungicidas que estão nessa semente e garantindo a proteção necessária antes das próximas aplicações”, explica Marques.

Manejo eficiente

A principal aplicação de fungicidas ocorre geralmente até o pré-fechamento da cultura, em torno de 10 a 15 dias depois da aplicação zero. Neste caso, é recomendada a aplicação foliar de Elatus combinada com Cypress e, depois, de Elatus junto com multissítios, para garantir a proteção efetiva e controle eficiente. “São essas aplicações que vão garantir a proteção e manter o inóculo baixo. Daí em diante, é importante manter as pulverizações, dentro das recomendações de intervalos, doses e uso de parceiros, para garantir o sucesso em todo o cultivo”, diz Marques.

Leia mais:

+Como proteger a lavoura de soja da ferrugem asiática

+Manejo preventivo evita perdas causadas pela antracnose e mancha-alvo na soja

+Especialistas explicam como e quando iniciar o controle das doenças da soja

LEIA MAIS

NOTÍCIAS

Vários temas são fundamentais para a manutenção da produtividade agrícola. Entre eles, o manejo de pragas, doenças e daninhas e a eficiência de produtos. O Portal Syngenta prepara, constantemente, conteúdos jornalísticos realizados a partir de fontes de informação como engenheiros agrônomos e produtores rurais. Veja ao lado uma seleção dessas reportagens. Boa navegação!