Skip to main content

Agriculture Value Chain: soja brasileira a caminho da China

A Syngenta enviou o primeiro carregamento da oleaginosa para o Oriente, e toda a captação portuária até o destino final está sendo acompanhada

Publicado 10-05-2021 13:56:45

Linkedin Whatsapp
Grãos de soja: oleaginosa está sendo exportada para China

A soja se consolidou como o principal grão do agronegócio nacional e a Syngenta, que sempre está ao lado do agricultor, deu mais um passo importante em relação ao processo de comercialização da oleaginosa com o mercado oriental: embarcou o primeiro carregamento do grão para o Oriente através de operações de barter.

A cada ano, as safras têm alcançado patamares cada vez mais elevados em produtividade, atingindo boas negociações com o mercado externo. Segundo dados da Secex (Secretaria de Comércio Exterior) divulgados na conjuntura semanal da Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), as exportações do mês de abril estão estimadas em 15,46 milhões de toneladas.

Em fevereiro, a empresa já havia anunciado a exportação direta de parte da soja que recebe dos produtores brasileiros através do barter - que negocia sementes e defensivos agrícolas em troca de grãos de colheita - para o país asiático, principal importador da soja brasileira.

Os grãos negociados através do barter Syngenta saíram do Porto de Santos no dia 30 de março e devem chegar ao destino em 7 de maio. Nesse primeiro carregamento, o volume de soja enviado chegou a cerca de 70 mil toneladas, totalizando um valor aproximado de US$ 38 milhões.

Fizemos questão de acompanhar diretamente do Porto de Santos, maior complexo portuário da América Latina, para celebrar um momento muito importante para nós, apesar de todas as limitações que nós temos por conta da pandemia. Essa demanda veio por parte de vocês (agricultores), por parte de nossos clientes e por parte dos nossos distribuidores e estamos aqui para materializar esse início de legado”, relata Roberto Dib, diretor de Culturas da Syngenta.

Navio de embarque da soja brasileira para a China

Com a entrega do primeiro navio de soja completo, a Syngenta mostra um forte histórico em transformar compromissos de inovação com os produtores brasileiros em realidade.

Conexão que atravessa fronteiras

O trabalho desafiador dos agricultores aliado às inovações tecnológicas no manejo promove resultados cada vez mais satisfatórios no agronegócio, seja nos compromissos com a sustentabilidade, seja na qualidade de produção.

Usando o formato do “trading de boutique”, a Syngenta é a única companhia do Brasil que oferece esse tipo de alternativa comercial aos produtores parceiros que fazem parte da Nutrade. A adição de profissionais experientes à iniciativa global Agriculture Value Chain contribuiu com a agilidade na entrega de histórias de sucesso relacionadas à plataforma.

E o resultado de todo esse esforço pode ser comprovado na prática: produtores brasileiros parceiros da Syngenta podem acompanhar a sua soja a caminho da China!

Nutrade, que exportava apenas café e algodão, agora terá um foco ampliado e atuará também com soja e milho - exportando a produção de agricultores brasileiros diretamente para o país do Oriente, cumprindo, assim, uma importante promessa do evento One Agro.

Há dois anos, na One Agro, nós prometemos que íamos fazer essa conexão entre produtor rural Syngenta e nossa rede de distribuição com o maior mercado consumidor do momento: a China. O embarque do primeiro navio de soja para o país asiático é a materialização desse momento. Essa é a forma que a Syngenta está se estruturando para suportar você, agricultor e distribuidor Syngenta, no seu dia a dia”, explica Rafael Oliveira, gerente de marketing de soja e milho da Syngenta.

Este tipo de comercialização de commodities tem uma conectividade direta com a cadeia alimentar internacional, principalmente com o mercado consumidor chinês, e traz uma simplificação de processos com menos burocracia.

É possível acompanhar essa jornada incrível pelos oceanos através desse link. Além disso, toda a captação portuária até a saída do Porto de Santos foi registrada e você pode assistir esse momento histórico no vídeo abaixo:

 

 

Roberto Dib, diretor de marketing de Culturas da Syngenta, também ressalta o quanto esse primeiro embarque é importante para a consolidação da conexão entre o produtor Syngenta com a China:

Toda a soja desse navio é proveniente dos produtores parceiros da Syngenta e que logo logo estará chegando na China. Os nossos clientes são o centro de nossa estratégia, a razão de existir os nossos projetos, nossas soluções e esse é só mais um deles. Estamos extremamente felizes com essa realização”.

Veja mais

Agriculture Value Chain: soja e milho serão exportados diretamente para a China

Cadeia de Valor Agrícola: vantagens ao produtor

O Agriculture Value Chain ou Cadeia de Valor é uma prática de negociação que veio para ficar. Ela representa um conjunto de processos agregados que vai do produtor até o consumidor final, gerando valor para toda a cadeia.

Entre as vantagens dessa modalidade, destacam-se alguns pontos, como:

  • As operações de Barter utilizam as commodities como pagamento pelas tecnologias ofertadas.
  • Representa uma alternativa de escoação aos produtores.
  • Maior captura de valor.
  • Processo de exportação feito de modo simplificado e desburocratizado, conectando-se diretamente ao país importador.

À medida que os países se industrializam e fortalecem suas posições globais no mercado, as Cadeias de Valor crescem e se tornam otimizadas, consolidando a base de abastecimento com aproveitamento do agroindustrial, além de oferecer boas oportunidades de emprego.

A Syngenta está sempre em constante inovação, seja na forma de novos produtos e novas tecnologias, como também em novas práticas comerciais e soluções financeiras para o mercado, conectando a experiência em troca adquirida através de plataformas como Nucoffee para firmar laços importantes com a China.

Saiba mais sobre o avanço e o desenvolvimento tecnológico da Syngenta através do portfólio completo de soluções que auxiliam o produtor dentro e fora do campo.

Quer receber mais conteúdos como esses?

Inscreva-se e fique por dentro das novidades sobre produtividade.

Canais Syngenta