Skip to main content

Barter: ferramenta consolidada entre cafeicultores para aquisição de insumos

Conheça os benefícios da modalidade que mais cresce na cafeicultura para compra de defensivos e máquinas

Publicado 25-03-2021 16:54:52

Linkedin Whatsapp
Barter: ferramenta consolidada entre cafeicultores para aquisição de insumos

Para produzir grãos com ainda mais qualidade, os produtores de café têm em mãos uma grande ferramenta na hora de planejar a compra de insumos para a lavoura: a operação barter Syngenta. Cada vez mais consolidada para aquisição de insumos, a modalidade consiste na troca de produtos para a proteção da lavoura por sacas de café, entregues somente após a colheita da safra corrente.

As vantagens para o cafeicultor que opta por realizar o barter são inúmeras, como:

  • travar o custo de produção;
  • adquirir defensivos com melhor preço;
  • fazer um bom planejamento da lavoura (garantindo desde o início produtos que serão usados ao longo da safra);
  • prevenir oscilações do preço da commodity e do câmbio.

Segundo Thadeu Sousa, líder de marketing de café da Syngenta, a cada ano aumenta o número de agricultores que saem da tradição de trabalho apenas na venda física e diária e escolhem esse tipo de operação.

Engana-se quem pensa que a modalidade é só para um grupo exclusivo de produtores! É possível fazer negócios em todas as regiões cafeeiras do Brasil, já que é uma opção acessível a todos os agricultores, independentemente da área plantada.

“Essa é uma ferramenta bastante democrática e inclusiva. Trabalhamos com cafés de todos os tipos, desde commodities até especiais, do pequeno ao grande produtor, sendo cada um deles valorizado dentro de suas especificidades na negociação”, explica Bruno Takay, gerente de marketing de café da Syngenta.

Para fechar um negócio em barter, o cafeicultor deve comparecer a um distribuidor (revenda ou cooperativa) ou procurar diretamente um representante da Syngenta. Juntos, eles vão conversar sobre a melhor recomendação e o tratamento adequado para a sua lavoura.

Segundo Takay, com o barter da Syngenta, o produtor consegue ter um ótimo patamar de preço para o seu café e utilizar, em sua lavoura, um portfólio que é referência em produtividade e controle.

Ele destaca que, no cenário atual, em que as oscilações de mercado e câmbio são constantes, o produtor deve ficar atento às janelas de oportunidades para extrair o melhor de cada modelo de negociação, resultando em uma gestão que o auxilia a baixar seu custo de produção.

Bons resultados com a operação barter na lavoura

O produtor Jorge Fernando Naimeg, da cidade de Coromandel (MG), fala sobre as vantagens da modalidade:

Fomos um dos primeiros produtores a participar da operação barter e só colhemos bons frutos através dessa parceria. Após 15 anos na plataforma, mantemos um legado de mais de 50 anos dedicados à produção do café e ficamos honrados por sermos escolhidos como embaixadores Nucoffee no Cerrado Mineiro”, revela.

Naimeg é um cafeicultor que faz parte de Nucoffee, plataforma da Syngenta que acredita e valoriza a capacidade do produtor brasileiro de entregar um café de qualidade superior e oferece tecnologias avançadas, orientações e referências técnicas para que tenha sempre as melhores condições para o cultivo.

 

A Syngenta está ao lado do produtor em todos os momentos e, através da plataforma Nucoffee, promove a conexão entre cafeicultores, torrefadores e especialistas, na busca por grãos com qualidade superior, segurança e transparência. Para saber mais, acesse Nucoffee.

Quer receber mais conteúdos como esses?

Inscreva-se e fique por dentro das novidades sobre produtividade.

Canais Syngenta