Skip to main content

Combate eficaz às plantas daninhas em todo o ciclo da cana

Gramíneas e folhas largas podem comprometer até 85% da produtividade e seu desenvolvimento deve ser combatido o quanto antes

Publicado 30-06-2020 17:57:22

Linkedin Whatsapp
Combate eficaz às plantas daninhas em todo o ciclo da cana

Na lavoura de cana-de-açúcar, um dos principais desafios enfrentados pelo produtor, é o controle de plantas daninhas, que se tornam verdadeiras rivais da cultura na disputa por água, luz e nutrientes. A cana sofre os impactos negativos da matocompetição quando o manejo para o controle e prevenção da lavoura não é realizado de forma eficaz.

Presente na produção de combustíveis, óleos para a indústria química e na indústria de alimentos, a cana-de-açúcar tem um papel importante para a economia do Brasil, maior produtor da cultura no mundo. 

Entre as gramíneas e folhas largas que interferem de forma mais agressiva no desenvolvimento da cana-de-açúcar, destacam-se a braquiária (Brachiaria decumbens), capim-colchão (Digitaria horizontalis), capim-colonião (Panicum  maximum) e corda-de-viola (Ipomoea sp.)

O crescimento delas junto à cultura reduz a produtividade e gera um custo maior para o produtor.

A partir do estádio inicial e ao longo de todo o crescimento da cultura, é importante que o produtor invista nas melhores ferramentas para manter longe da lavoura as ameaças que comprometem não só a produção, como também a sanidade da cana.

Desde a pré-emergência da cultura até o período da colheita, o monitoramento e a busca por formas assertivas auxiliam na obtenção de bons resultados.

Aplicações preventivas potencializam o manejo

A aplicação dos produtos certos no momento ideal é decisiva para um controle de sucesso. O uso de um herbicida pré-emergente, oferecendo a proteção necessária para zelar pela sanidade e produtividade da planta, é uma das ações resultantes da aplicação de Grover.

Com indicação adequada para o período pré-emergente, o produto possui alta flexibilidade e é eficaz principalmente nos períodos semiúmido e semiseco.

Além disso, a solução é eficaz no combate às gramíneas e folhas largas, sendo um herbicida de pouca volatilidade, o que o torna seguro para culturas vizinhas.

Grover possui alta seletividade, flexibilidade para a aplicação, pouca volatilidade e longo efeito residual e sua aplicação pode gerar mais renda ao produtor. Com a combinação ideal em sua composição e com amplo espectro, o herbicida evita o crescimento das plantas daninhas na cultura, além de evitar infestações de plantas mais resistentes ou já presentes no solo antes do plantio.

Grover é mais uma das soluções da Syngenta, que conta com um portfólio completo de ferramentas que auxiliam no desenvolvimento e nas boas práticas de manejo no campo.

Syngenta e você: conectados dentro e fora do campo.

Quer receber mais conteúdos como esses?

Inscreva-se e fique por dentro das novidades sobre produtividade.

Canais Syngenta