Skip to main content

Como evitar as doenças causadas por fungos na cultura da soja?

A aplicação preventiva de fungicidas é uma ferramenta utilizada no manejo integrado que, em conjunto com outras estratégias, contribui para aumentar o potencial produtivo da lavoura

Publicado 24-11-2021 12:04:18

Linkedin Whatsapp
Lavoura de soja

A cultura da soja ocupa uma posição de destaque no mercado agrícola brasileiro por ser a commodity de maior exportação do país, presente ao longo do território nacional. As condições para o plantio da cultura variam dependendo da região do plantio, de maneira que cada produtor avança de acordo com o contexto específico de sua lavoura e do clima. No entanto, todos devem ficar atentos aos agentes capazes de prejudicar a rentabilidade do negócio, independentemente do cenário do cultivo.

Entre as doenças que afetam a lavoura de soja, a mancha-alvo e a ferrugem asiática chamam muito a atenção, por serem capazes de comprometer boa parte da área produtiva e causar danos significativos. A mancha-alvo pode provocar a perda de 50% da lavoura, enquanto a ferrugem asiática é capaz de atingir cerca de 70%.

No entanto, com a adoção de técnicas de manejo integradas, é possível proteger a cultura e proporcionar condições sadias ao desenvolvimento das plantas.

Mancha-alvo e ferrugem asiática: dois fortes inimigos da lavoura de soja

Para controlar a infestação dos patógenos causadores de doenças como a mancha-alvo e a ferrugem asiática, é importante conhecer um pouco mais sobre as suas características e os sintomas que causam nas plantas.

Destacamos a seguir as informações mais importantes sobre cada uma delas.

Mancha-alvo (Corynespora cassiicola)

Mancha-alvo

A mancha-alvo é uma doença provocada pelo fungo Corynespora cassiicola, bastante presente nas lavouras de soja de todo o país e que pode ocorrer durante todo o ciclo do plantio.

Segundo matéria publicada pela Embrapa, a incidência da doença tem aumentado nas últimas safras devido ao aumento da utilização de cultivares suscetíveis, da sequência da cultura de soja com outras que também são hospedeiras do patógeno e da resistência do fungo a fungicidas como estrobilurinas e benzimidazóis.

Apesar do problema, a aplicação de fungicidas como forma preventiva faz parte das estratégias integradas de manejo, sendo muito importante a utilização de produtos que contenham diferentes modos de ação e que sejam eficientes para o manejo das doenças.

Os principais sintomas da mancha-alvo são o surgimento de pontuações pardas com halo amarelado nas folhas, que evoluem para manchas circulares de cor castanha e que podem atingir até 2 cm de diâmetro.

Normalmente, essas manchas possuem pontos centrais, com anéis concêntricos de cor mais escura. Com a formação dessas manchas, ocorre a redução da área fotossintética da planta, prejudicando seu desenvolvimento.

Consequentemente, a cultura sofre uma desfolha precoce e tem o enchimento de grãos comprometido, reduzindo assim, a produtividade. Após a morte da planta em solo úmido, a raiz apresenta uma camada negra formada por conídios e conidióforos.

Ferrugem asiática (Phakopsora pachyrhizi)

Ferrugem asiática

Provocada pelo fungo Phakopsora pachyrhizi, a ferrugem asiática é uma das doenças que mais preocupam os produtores de soja, tendo em vista a capacidade de provocar perdas a níveis alarmantes e irrecuperáveis.

A contaminação pelo patógeno caracteriza-se pela formação de minúsculos pontos nas folhas, com colorações que variam entre o verde e o cinza-esverdeado, em tons mais escuros que o tecido sadio da folha.

Também ocorre a formação de protuberâncias de cores castanho-clara a castanho-escura, conhecidas como urédias, na parte inferior da folha. Essas urédias abrem-se e expelem esporos cristalinos, que podem se acumular na folha ou serem carregados pelo vento, o que contribui para a disseminação do fungo para outras áreas.

As consequências da contaminação por P. pachyrhizi são a desfolha precoce, impedindo a formação completa dos grãos, fazendo com que a lavoura não consiga alcançar seu máximo potencial produtivo.

Como controlar a mancha-alvo e a ferrugem asiática?

A melhor maneira de preservar a produtividade e a rentabilidade da lavoura é realizar o manejo preventivo, integrando os métodos genético, cultural, químico, biológico e legislativo que, em conjunto, são capazes de limitar a proliferação dos fungos prejudiciais à soja.

Como os patógenos são capazes de sobreviver em restos de cultura e em sementes infestadas, adotar medidas como a rotação de culturas e o vazio sanitário são estratégias importantes. Além disso, é imprescindível a utilização de cultivares resistentes e o investimento em tecnologias fungicidas potentes.

Mitrion™: a solução da Syngenta para a proteção da lavoura de soja

Sempre atenta às necessidades e preocupações do produtor, a Syngenta desenvolveu um fungicida altamente potente e capaz de controlar a mancha-alvo e a ferrugem asiática.

Mitrion™ tem em sua composição dois ativos poderosos: Solatenol, que proporciona o melhor efeito preventivo; e Protioconazol, que oferece efeito curativo superior.

Com essa combinação, a lavoura de soja fica muito mais protegida e consegue expressar a máxima capacidade produtiva, proporcionando uma rentabilidade maior ao produtor.

Além de contar com a combinação desses dois ativos poderosos, Mitrion™ possui uma formulação moderna, que proporciona melhoria na fixação e na absorção do produto na planta. Essas características potencializam ainda mais os resultados da aplicação.

Entenda melhor os principais benefícios de Mitrion™:

  • combinação inovadora: possui os dois ativos mais potentes do mercado;

  • máxima potência: apresenta controle superior de mancha-alvo e de ferrugem asiática;

  • controle superior: melhor efeito preventivo e curativo do complexo de doenças;

  • conveniência: a tecnologia EMPOWERED CONTROL presente na formulação eleva o controle das doenças.

A aplicação de fungicidas é uma ótima medida para o controle de patógenos, mas para que tenha ótima eficácia, deve ser realizada de acordo com a recomendação, cerca de 45 dias após o plantio, na fase de pré-fechamento das linhas.

Infográfico

Quando se trata da produtividade da cultura, vale buscar as melhores tecnologias para alcançar uma lavoura sadia. Confie em Mitrion™ para defender a sua lavoura de soja das doenças, um dos produtos oferecidos pelo portfólio da Syngenta.

A Syngenta está ao lado do produtor rural em todos os momentos, com o objetivo de impulsionar o agronegócio brasileiro com qualidade e inovações tecnológicas.

Acesse o portal da Syngenta e acompanhe todos os artigos do Mais Agro para saber tudo o que está acontecendo no campo!

 

NAO TEM SEGUNDO BANNER

Conteúdos Relacionados

Quer receber mais conteúdos como esses?

Inscreva-se e fique por dentro das novidades sobre produtividade.

Canais Syngenta