Skip to main content

Daninhas na soja: Syngenta apresenta solução para manejo antecipado

Conheça o herbicida sistêmico que é a melhor opção para a proteção de sua lavoura, aumentando a produtividade no campo

Publicado 08-03-2021 22:31:28

Linkedin Whatsapp
Daninhas na soja: Syngenta apresenta solução para manejo antecipado

A partir de agora, o produtor tem um novo aliado no controle de plantas daninhas da soja: Calaris, o herbicida sistêmico da Syngenta. A solução, que já se mostrou altamente eficiente na cultura do milho para aplicação em pós-emergência das espécies daninhas, também foi aprovada para aplicação no manejo antecipado na cultura da soja!

Com uma formulação diferenciada e inovadora, Calaris oferece amplo espectro de controle para buva e outras ervas resistentes ao glifosato. Sua tecnologia também proporciona maior período de atividade do herbicida contra as daninhas, assegurando a eficiência prolongada na lavoura.

Entre os benefícios de Calaris na cultura da soja estão:

  • amplo espectro de controle: manejo de buva e outras plantas resistentes ao glifosato;
  • alta seletividade e segurança no plantio: controla as daninhas sem prejudicar a cultura;
  • efeito residual prolongado: controle por mais tempo;
  • conveniente: necessita uma quantidade menor de produto por aplicação;
  • econômico: menos descarte de embalagens.

Problemas causados por plantas daninhas na soja

Plantas daninhas podem reduzir drasticamente a produtividade agrícola pois competem com a cultura por espaço, nutrientes, luz e água. Como são facilmente adaptáveis às condições críticas e de estresse, elas geralmente desenvolvem um sistema radicular mais profundo do que a cultura principal. Dessa forma, são capazes de buscar por água e nutrientes nas camadas mais profundas do solo, o que favorece seu desenvolvimento acelerado.

Além disso, as ervas daninhas também podem hospedar pragas e doenças, e disseminá-las de uma safra a outra. Elas ainda colaboram para tornar a manutenção da lavoura impraticável e dificultar a colheita.

Dentre as daninhas que atacam a soja, a buva (Conyza spp.) é uma das principais. Trata-se de uma planta anual, com germinação no final do cultivo do milho safrinha e na entressafra, tornando-se um grande problema no cultivo da soja em sequência, já que apenas 2,7 plantas/m2 já podem reduzir em 50% a produtividade da soja.

Para o controle da buva, é importante a realização de um manejo antecipado, com início no período entressafras após a colheita do cultivo anterior, visto que o uso de herbicidas apenas em pós-emergência não é suficiente para um manejo eficaz dessa espécie.

 

Veja também:

 

Calaris é a melhor opção para o manejo antecipado

O manejo antecipado consiste na eliminação das plantas daninhas antes da semeadura, em um momento no qual as plantas ainda estão jovens e esse controle ocorre com maior facilidade. Assim, permite que a soja tenha um desenvolvimento inicial rápido e vigoroso.

A aplicação deve ser feita na fase inicial de desenvolvimento das plantas daninhas com herbicidas pós-emergentes de ação residual, visando também o controle de novos fluxos. Experimentos conduzidos pela Universidade Estadual de Maringá em conjunto com as cooperativas Coamo e Copacol, demonstraram que quanto menor o período entre o manejo das plantas daninhas e a semeadura, maiores as reduções de produtividade na cultura de soja.

Eduardo Ozorio, gerente técnico de herbicidas da Syngenta, afirma que o manejo antecipado permite que o agricultor realize um melhor planejamento e um plantio livre de invasoras para o próximo cultivo, além de ser uma excelente ferramenta para o controle de plantas daninhas resistentes.

A Syngenta está sempre em busca de um portfólio robusto e inovador, alinhado às necessidades dos produtores, e por isso desenvolveu Calaris, a melhor opção para o manejo antecipado das daninhas da soja! Cuide da lavoura com antecedência: aposte no herbicida sistêmico e obtenha os melhores resultados na sua plantação.

NAO TEM SEGUNDO BANNER

Quer receber mais conteúdos como esses?

Inscreva-se e fique por dentro das novidades sobre produtividade.

Canais Syngenta