Fenômeno El Niño deve impactar as lavouras de soja na próxima safra.

Aquecimento anormal das águas do Oceano Pacífico Equatorial produzirá aumento das temperaturas médias em todas as regiões brasileiras.

26/08/2019 16:45:25

Atualizado:

28/08/2019 17:07:35

Dentre os diversos fatores que determinam o sucesso do sistema de produção de soja, um dos poucos em que não é possível haver a interferência humana é o clima e, por isso, é muito importante estar por dentro das previsões e das movimentações climáticas. Segundo Ruibran dos Reis, meteorologista do Climatempo, as regiões brasileiras continuarão sendo afetadas pelo fenômeno El Niño neste segundo semestre, o que deverá produzir o aumento das temperaturas médias entre 2°C a 3°C em todo o País.

“Até o fim do ano, a previsão para o Cerrado é de que as chuvas estejam dentro da normalidade ou ligeiramente abaixo, que durem poucos dias e que venham em forma de temporais, o que deve ser regularizado a partir de janeiro de 2020”, diz Reis.

Em função disso, pode ser que os produtores de soja precisem esperar um pouco para que a umidade do solo atinja uma condição que favoreça a germinação e o bom desenvolvimento inicial das plantas. 

No Sul, a situação será um pouco diferente. Reis aponta que as previsões nessa parte do Brasil sugerem chuvas acima da média, então os produtores devem estar mais atentos para o possível aparecimento de doenças que podem afetar severamente a produtividade (como a ferrugem). “A partir de janeiro (2020), as chuvas tendem a se regularizar no Sudeste e no Centro-Oeste e dar uma trégua no Sul”, conclui o meteorologista.

Confira abaixo o levantamento feito pela Agrymet, empresa especializada em agrometeorologia, sobre a previsão climática, levando-se em consideração os meses de agosto, setembro e outubro de 2019:

Região Norte Região Nordeste Região Centro Oeste Região Sudeste Região Sul

REGIÃO NORTE:

Chuvas predominantemente abaixo do normal. Temperatura oscilando entre o normal e acima da média.

REGIÃO NORDESTE:

Chuvas variando entre o normal e ligeiramente abaixo do normal na faixa ao norte da região. Demais áreas com chuvas dentro do normal. Temperatura dentro do normal.

REGIÃO CENTRO-OESTE:

Chuvas variando de normal a acima do normal no MS. Demais áreas, chuvas oscilando de normal a ligeiramente abaixo. Temperatura acima do normal.

REGIÃO SUDESTE:

Chuvas variando entre acima do normal na parte sul e de normal a abaixo na parte centro-norte. Temperatura acima do normal.

REGIÃO SUL:

Chuvas variando entre o normal e acima do normal. Temperatura acima do normal.

 

 

Vale lembrar que, além de se antecipar com relação às condições climáticas, o produtor também deve buscar soluções para potencializar ainda mais a produtividade de sua lavoura.

Por meio de um amplo portfólio, a Syngenta oferece os produtos mais eficientes do mercado, incluindo fungicidas, herbicidas, inseticidas e tratamento de sementes. Veja sobre eles em clicando aqui. Para aprender mais sobre a ferrugem asiática e se preparar para esse desafio, clique aqui e leia o conteúdo que produzimos sobre o assunto.

LEIA MAIS

NOTÍCIAS

Vários temas são fundamentais para a manutenção da produtividade agrícola. Entre eles, o manejo de pragas, doenças e daninhas e a eficiência de produtos. O Portal Syngenta prepara, constantemente, conteúdos jornalísticos realizados a partir de fontes de informação como engenheiros agrônomos e produtores rurais. Veja ao lado uma seleção dessas reportagens. Boa navegação!