Skip to main content

Mosca-branca

A mosca-branca é um inseto da família Aleyrodidae que tem um alto impacto negativo em toda a produção agrícola mundial

Publicado 23-03-2021 23:11:05

Linkedin Whatsapp
Mosca-branca

Sobre a mosca-branca

A mosca-branca (Bemisia tabaci) é um inseto da família Aleyrodidae que tem um alto impacto negativo em toda a produção agrícola mundial. A espécie é considerada polífaga, por se alimentar de plantas de famílias diversas, adaptando-se facilmente a novas hospedeiras e diferentes regiões geográficas.

O inseto apresenta coloração amarelo-pálida e comprimento entre 1 e 2mm. As fêmeas são maiores do que os machos e colocam de 100 a 300 ovos durante seu ciclo de vida. É estimado que existam cerca de 40 biótipos da espécie, sendo os brasileiros – biótipos B e Q – considerados os mais nocivos.

Culturas afetadas pela mosca-branca

As principais culturas afetadas pela mosca-branca são o algodão, o feijão, a soja e o tomate, além de outras frutas e legumes da cultura de hortifrúti.

Danos causados pela mosca-branca

A mosca-branca traz preocupações não apenas por sua característica polífaga, mas também por ser um inseto toxicogênico, causando danos diretos e indiretos:

  • danos diretos: através de anomalias, ou desordens fitotóxicas, caracterizadas pelo amarelecimento de folhas, ramos e frutos, causado pela injeção de toxinas durante o processo de alimentação do inseto.danos indiretos: ao se alimentar, o inseto excreta uma substância açucarada que favorece o desenvolvimento de fumagina nas folhas, afetando a capacidade de fotossíntese da planta. Em caso de infestação intensa, pode ocorrer queda de folhas e perda de até 50% da produção de frutos. Entretanto, o principal risco oferecido pela praga é a transmissão dos vírus Tomato golden mosaic virus (TGMV), Tomato severe rugose virus (ToSRV), Tomato yellow vein streak virus (ToYVSV) e Bean golden mosaic virus (BGMV) nas culturas do tomate e feijão.. Seus sintomas incluem nanismo acentuado, folhas terminais enrugadas e amarelecimento completo da planta.

Métodos de controle da mosca-branca

Para o controle da mosca-branca, é indicada a aplicação de inseticidas, aliada a estratégias de manejo antirresistência, que consiste na rotação dos produtos de acordo com seus modos de ação, na adoção de janelas de pulverização, na rotação de culturas e no plantio de refúgio estruturado.

O tratamento de sementes surge como alternativa para controle da praga, junto ao controle biológico através de inimigos naturais da mosca-branca, como os fungos entomopatógenos referentes às espécies Isaria (Paecilomyces), Lecanicillium (Verticillium), Beauveria e Aschersonia.

Produtos indicados para o manejo da mosca-branca

A Syngenta conta com um portfólio de inseticidas para você alcançar o máximo potencial produtivo, protegendo a sua cultura de diversas pragas. O principal produto indicado para o manejo da mosca-branca é Minecto Pro, inseticida foliar e multicultura de ampla performance.

Imagens:

glossario-de-alvos-mosca-branca   glossario-de-alvos-mosca-branca

NAO TEM SEGUNDO BANNER

Banner do inseticida Minecto Pro

Quer receber mais conteúdos como esses?

Inscreva-se e fique por dentro das novidades sobre produtividade.

Canais Syngenta