Skip to main content

Hortifrúti: 9 pragas que podem acabar com sua produtividade

Sem o controle adequado, esses pequenos insetos podem causar grandes prejuízos aos produtores

Publicado 08-01-2021 18:47:21

Linkedin Whatsapp
Hortifrúti: 9 pragas que podem acabar com sua produtividade

A cultura de hortifrúti movimenta bilhões na economia brasileira e é muito relevante no cenário mundial. O Brasil é o terceiro maior produtor de frutas do mundo, ficando atrás apenas da China e da Índia. Além disso, o mercado brasileiro de hortaliças é bastante diversificado e segmentado.

Algumas culturas são mais suscetíveis ao ataque de insetos ou ácaros, que podem causar perdas de até 80% da produção, dependendo da região, das condições climáticas e, claro, do manejo e dos tratos culturais aplicados.

Por isso mesmo, a ameaça de pragas é motivo de grande preocupação entre os produtores rurais, já que podem atacar desde as raízes até os frutos e folhas, afetando a qualidade do crescimento e o rendimento final.

O clima tropical brasileiro se torna um agravante nesse cenário, já que favorece o desenvolvimento de alguns insetos. Por isso mesmo, o monitoramento da lavoura e a identificação correta de pragas que possam comprometer a produtividade da cultura são fundamentais para o sucesso do campo.

As 9 ameaças da produção de hortifrúti

Desde a semeadura até a colheita, as culturas de hortifrúti estão sujeitas ao ataque de pragas. Conhecer cada uma das ameaças, sabendo diferenciar as suas principais características, as condições favoráveis de desenvolvimento, os danos que podem causar à lavoura e os métodos de controle é fundamental para um manejo integrado.

Entre as pragas mais comuns nas culturas de hortifrúti, destacam-se:

1. Mosca-branca

(Bemisia tabaci raça B)

hortifruti-9-pragas-que-podem-acabar-com-sua-produtividade

Essa pequena mosca, de tamanho milimétrico, é uma das principais ameaças do hortifrúti. Seus ataques ocorrem durante todo o ciclo, ocasionando, em curto prazo, a redução acentuada da produtividade e, a longo prazo, o comprometimento de forma irreversível.

Tanto adultos quanto ninfas são prejudiciais, pois sugam a seiva das plantas, provocando alterações no desenvolvimento vegetativo e reprodutivo.

A praga libera substâncias que favorecem o surgimento de um fungo conhecido como fumagina, que forma uma camada escura sobre as folhas e dificulta a fotossíntese e a respiração vegetal. Isso provoca a desfolha e a redução de porte da planta – e, consequentemente, a queda de produtividade. Além disso, o inseto pode ainda transmitir algumas viroses que afetam a lavoura.

2. Ácaro-rajado

(Tetranychus urticae)

hortifruti-9-pragas-que-podem-acabar-com-sua-produtividade

Apesar de minúsculo (pode medir 0,5mm de comprimento), esse inseto pode causar um grande estrago na lavoura. É uma espécie polífaga, estando presente em diferentes culturas.

Quando adultos, apresentam cor amarelada com duas manchas verde-escuras, uma em cada lado do dorso – por isso o nome "rajado".

Assim como todas as espécies de tetraniquídeos, ocorre na superfície inferior das folhas, deixando-as inicialmente amareladas e posteriormente necrosadas, ocorrendo perfurações.

Sob infestações severas, o ácaro-rajado ocasiona a desfolha precoce, afetando a produtividade.

Uma de suas características é a capacidade de formar teias, com a função de se proteger de ataques de predadores, criando assim um microclima ideal para o desenvolvimento da população.

3. Mosca-minadora

(Liriomyza huidobrensis)

hortifruti-9-pragas-que-podem-acabar-com-sua-produtividade

Como seu próprio nome diz, essas pragas minam as folhas e os caules, expondo os frutos ao sol, causando queimaduras e prejudicando sua qualidade.

Seus principais alvos são as lavouras de batata e melão, porém também podem atacar outras culturas.

Ao atacar a lavoura, essa espécie de mosca dão abertura para que microrganismos prejudiquem todo o plantio e, caso não seja controlada em seu início, rapidamente se transforma em larvas, desenvolvendo-se com grande facilidade e, assim, devastando toda a cultura.

4. Lagarta falsa-medideira

(Chrysodeixis includens)

hortifruti-9-pragas-que-podem-acabar-com-sua-produtividade

Entre as culturas afetadas por seus ataques, estão: batata, tomate, feijão e soja.

A espécie possui apenas três pares de falsas pernas e sua locomoção é como se estivesse medindo palmos. Ela ataca as folhas, raspando-as enquanto são pequenas, ocasionando pequenas manchas claras.

À medida que crescem, as lagartas ficam vorazes e destroem completamente as folhas, podendo danificar também as hastes mais finas.

5. Broca-pequena-do-fruto

(Neoleucinodes elegantalis)

Uma das principais ameaças para a cultura do tomate, a broca-pequena-do-fruto também afeta outras lavouras. O inseto é uma pequena mariposa que coloca seus ovos nas bases dos frutos, mais precisamente debaixo do cálice da flor.

Quando os ovos eclodem, as larvas imediatamente perfuram o fruto, deixando uma cicatriz de entrada. Elas permanecem se alimentando dentro do fruto e, quando se aproximam da fase de pupa, saem empupando no solo, deixando no local uma ferida que permitirá a entrada de doenças.

6. Traça-do-tomateiro

(Tuta absoluta)

hortifruti-9-pragas-que-podem-acabar-com-sua-produtividade

Comum nas lavouras de tomate, essa praga ataca a planta em qualquer estádio de desenvolvimento.

Seus ovos são colocados nas folhas, hastes, flores e frutos. Os adultos são pequenas mariposas de cor cinza, marrom ou prateada, que medem aproximadamente 10mm de comprimento e podem viver até uma semana.

Em geral, a traça-do-tomateiro faz galerias nas folhas, nos ramos e, principalmente, nas gemas apicais, destruindo a brotação nova.

7. Tripes

(Frankliniella schultzei)

Esses insetos afetam as culturas de alface, melancia, uva, cacau, entre outras, como amendoim e batata. Jovens ou adultos, os tripes atacam as folhas, alimentando-se da seiva das plantas.

Folhas bronzeadas, caule com faixas escuras, frutos com manchas amareladas e curvamento dos ponteiros das plantas são algumas das características que indicam a presença dessa praga.

Quando o ataque ocorre nas inflorescências, a descoloração é avermelhada e pode resultar na esterilidade das espiguetas.

Dependendo da proporção do ataque, eles podem acabar com toda a área de plantio.

8. Pulgões

(Afídeos)

Os pulgões causam declínio rápido da planta e secam dos galhos a partir das extremidades e folhas amareladas.

Por ação deles, as radicelas apodrecem, as folhas e os frutos ficam menores e surgem sintomas de deficiência nutricional.

O inseto infesta a face inferior das folhas, mas também podem ser observadas manchas necrosadas na face superior.

Devido à intensa sucção de seiva, eles produzem um volume significativo de excrementos que cobrem as folhas inferiores, deixando-as pegajosas ou cobertas com fumagina, que cresce sobre os tecidos da planta e dificulta a atividade de fotossíntese.

Existem diversos tipos de pulgões que atacam as culturas de hortifrúti, entre eles o pulgão verde (Aphis spiraecola) e pulgão preto (Toxoptera citricidus).

9. Psilídeos

(Diaphorina citri)

Esse pequeno inseto, que mede cerca de 2mm de comprimento, temcoloração marrom-clara quando novo e apresenta manchas escuras quando mais velho, costuma viver principalmente nas brotações novas, nas folhas e nos ramos das plantas cítricas.

Sugadores de seiva, eles enrolam as folhas, retorcem os brotos e impedem o crescimento normal da planta. Se a infestação for intensa, provocam o secamento dos ramos e a redução da produção.

Devido ao líquido açucarado que expelem, os psilídeos atraem as formigas e favorecem o desenvolvimento de fumagina, que compromete a fotossíntese, reduzindo a produtividade da lavoura.

Minecto Pro: diferentes pragas, uma só solução

Agora que você já conhece as principais pragas que podem atacar as lavouras de hortifrúti e comprometer sua produtividade e rentabilidade, é hora de controlá-las de maneira eficiente.

A Syngenta investe em tecnologia e inovação para desenvolver as melhores soluções do mercado e, por isso, aperfeiçoou seu portfólio com um inseticida que é capaz de acabar com moscas-brancas, lagartas e ácaros de uma só vez: Minecto Pro.

O inseticida foliar de amplo espectro oferece aos agricultores um novo patamar de performance, sendo uma solução altamente eficaz no controle de diversas pragas.

Sua formulação conta com a sinergia de duas moléculas – Ciantraniliprole e Abamectina –, que fazem com que seus poderes de choque e residual proporcionem maior velocidade de ação e alta performance no combate das pragas.

hortifruti-9-pragas-que-podem-acabar-com-sua-produtividade

O produto penetra rapidamente na folha por ação translaminar e age também em contato com a praga, paralisando os danos causados pelos insetos que comprometem a sanidade da lavoura.

Com excelente efeito residual, devido à rápida absorção dos ativos, Minecto Pro é uma ferramenta valiosa no manejo antirresistência e oferece performance superior em relação a outros produtos do mercado, sendo um aliado da produtividade.

Minecto Pro: um novo patamar de performance. Controle único. Diversas pragas.

A escolha de um inseticida para hortifrúti requer conhecimento e uma série de ações. Por isso, aliar sempre a experiência do campo, o manejo antirresistência de pragas e a decisão por boas escolhas como as existentes no portfólio Syngenta, repleto de soluções para o dia a dia do campo, faz toda diferença.

Syngenta e você: conectados dentro e fora do campo.

Quer receber mais conteúdos como esses?

Inscreva-se e fique por dentro das novidades sobre produtividade.

Canais Syngenta