Skip to main content

Laranjas: contratos já atingem R$ 30 a caixa em SP

Processamento deve manter a oferta de mesa controlada

Publicado 19-07-2021 22:52:07

Linkedin Whatsapp
Caixas com laranjas

Assim como na temporada 2020/21, as primeiras propostas de compra de laranja das grandes processadoras paulistas se iniciaram tardiamente neste ano, sendo intensificadas ao final de março. Até o momento, duas grandes empresas estão realizando novas aquisições de frutas, com valores entre R$ 28 e R$ 30 a caixa de 40,8 kg, colhida e posta na unidade processadora – considerando os contratos de uma safra ou mais.

Quando comparados com os preços de 2020/21, os valores sinalizam maior preocupação das processadoras em relação à oferta de laranja na safra atual. Na época, os valores empregados nas primeiras propostas foram de aproximadamente R$ 24 por caixa. 

Contudo, após a divulgação da estimativa de safra do Fundecitrus (Fundo de Defesa da Citricultura), não houve mudanças nos valores ofertados. Isso se deve ao cenário, que já estava precificado pelas fábricas, e também porque são poucos os citricultores que ainda detêm frutas para negociação.

Já no mercado spot, neste início de mês, as fábricas estão negociando cada caixa de 40,8kg colhida e posta a R$ 28. A previsão é de que as entregas neste segmento se intensifiquem, com a abertura de mais unidades para o processamento de frutas de terceiros. 

Até o momento, seis plantas das grandes fábricas já estão operando, mas priorizando a moagem de laranjas próprias. A partir da segunda quinzena deste mês, mais duas unidades pretendem iniciar as atividades, ao mesmo tempo em que o recebimento de frutas contratadas deve se intensificar.

Fonte: HFBrasil (Isabela Camargo, Laleska Moda e Fernanda Geraldini)

Quer receber mais conteúdos como esses?

Inscreva-se e fique por dentro das novidades sobre produtividade.

Canais Syngenta