Skip to main content

Nematoides na soja: como evitar esse problema na lavoura?

Esses vermes podem comprometer o desenvolvimento saudável das plantas, prejudicando a produtividade. Saiba como usar as soluções certas no tratamento de sementes para combatê-los.

Publicado 26-10-2021 12:45:09

Linkedin Whatsapp
Lavoura de soja

As pragas são um dos grandes desafios que o agricultor enfrenta durante todo o ciclo da cultura. Os nematoides, por exemplo, chamam a atenção por serem organismos microscópicos que habitam o solo, atacando as raízes das plantas e comprometendo seu desenvolvimento. Além disso, os danos causados por esses vermes podem ser percebidos em reboleiras, no entanto, a existência delas é sinal de que os prejuízos já estão em patamares elevados.

Os nematoides podem atingir diversos tipos de cultivos e, de modo geral, já estão presentes nas lavouras, sendo difícil erradicá-los. Dessa maneira, é importante monitorar os níveis de pressão dessas pragas no solo e impedir que a população aumente com a cultura já instalada.

Quais são as principais espécies de nematoides?

Especialmente na cultura da soja, os nematoides podem provocar prejuízos irreversíveis à lavoura. No Centro-Oeste, há relatos de perdas de quase 80% na produtividade e até casos de inviabilização total da área cultivada.

As principais formas de disseminação dos nematoides são por mudas produzidas em substratos infectados, maquinários agrícolas contaminados, água de irrigação e, em alguns casos, por ventos fortes.

Conheça as quatro espécies que mais geram prejuízos à soja:

  1. Nematoide do cisto da soja (Heterodera glycines): a infestação desse endoparasita ocorre nas raízes. Os sintomas aparecem em reboleiras e são causados pelos danos às raízes, dificultando a absorção de água e nutrientes, o que resulta em um baixo crescimento das plantas. Assim, é importante sempre observar o sistema radicular, que fica infestado por minúsculas fêmeas de coloração branca.
  2. Nematoide-das-lesões (Pratylenchus brachyurus): é uma espécie que tem grande impacto econômico na agricultura brasileira, além de ser polífago, ou seja, ataca quase todas as plantas cultivadas e atinge todas as regiões produtoras do país. O principal dano do Pratylenchus brachyurus é a lesão radicular que, além de prejudicar a absorção de nutrientes, deixa a planta exposta à entrada de fungos e bactérias, podendo ocasionar necroses e podridões.
  3. Nematoide-das-galhas (Meloidogyne incognita): os danos gerados por essa espécie de verme provoca o nanismo e o murchamento das plantas. Ao penetrar e se alimentar das raízes da cultura, ele faz com que as células das plantas passem por um processo atípico de crescimento, o que ocasiona na formação de galhas de tamanhos variados. Com a baixa absorção de água e nutrientes, o sistema radicular fica seriamente comprometido.
  4. Nematoide-reniforme (Rotylenchulus reniformis): é um tipo de nematoide que  está se alastrando consideravelmente nas lavouras de soja, em diversas regiões produtivas do Brasil. Os sintomas são caracterizados pela expressiva desuniformidade das plantas, com extensas áreas subdesenvolvidas que aparentam sofrer problemas de deficiência nutricional ou de compactação do solo. A principal característica do ataque desse verme é o surgimento de uma massa de ovos sobre a superfície das radicelas.
  5. Nematoide da haste verde (Aphelenchoides besseyi): pode causar perdas de até 100% na lavoura e ataca a parte aérea da cultura, sendo responsável pela doença Soja Louca II, que torna a haste verde e provoca a retenção foliar.

Lavoura de soja com nematoides

A melhor forma de prevenir esses prejuízos no campo é adotar boas práticas agrícolas, como:

  • limpeza de reservatórios e canais de irrigação;

  • uso de mudas em substratos esterilizados;

  • higienização dos maquinários e implementos agrícolas;

  • adoção da rotação de culturas.

Além disso, para evitar que os nematoides atinjam altos níveis populacionais, é importante que o produtor use sementes tratadas com soluções nematicidas, prevenindo o dano econômico à cultura.

Vale ressaltar que, quando surgem sinais característicos de ataque de nematoides em reboleiras, o problema já atingiu um alto índice de prejuízo. Entretanto, mesmo antes da identificação, os danos já ocorreram e comprometendo o desenvolvimento saudável das plantas.

Nematicidas eficazes no tratamento de sementes

O tratamento de sementes é uma das etapas mais importantes do manejo de uma lavoura, com foco no controle de doenças,  pragas e nematoides nos estádios iniciais da cultura. Pensando nos problemas que esses vermes causam à produtividade, a Syngenta conta com duas soluções de nematicidas em seu portfólio, para a proteção das sementes e da lavoura desde o início do ciclo: Avicta® Completo e Clariva® Sky.

Avicta® Completo oferece tripla proteção para a soja, proporcionando um manejo completo e eficaz com uma única solução. Proporciona proteção 3 em 1 devido à composição com Avicta 500 FS (nematicida), Cruiser 350 FS (inseticida) e Maxim Advanced (fungicida).

Quando se fala em controle de nematoides, Avicta® Completo é a solução certa porque apresenta os seguintes benefícios:

  • Alto desempenho: a combinação das três soluções favorece a movimentação do ingrediente ativo junto às raízes, formando uma zona de proteção;

  • Controle eficaz: tem excelente performance contra o nematoide-das-galhas e o nematoide-das-lesões;

  • Conveniência: oferece ao produtor a possibilidade de um tratamento de sementes completo, com uma única solução.

Clariva® Sky é um produto biológico composto por duas soluções: Clariva, um nematicida biológico, e Epivio Sky, um bioestimulante. Apresenta as melhores soluções biológicas disponíveis no mercado e ainda estimula o crescimento da soja, trazendo vigor e robustez às plantas.

Clariva® Sky tem em sua composição o agente biológico Pasteuria nishizawae, uma das quatro bactérias do gênero Pasteuria, parasitas naturais de nematoides. Quando disseminadas no solo, formam endósporos que possuem grande potencial de controle desses vermes.

Além disso, a solução possibilita que a planta expresse o seu máximo potencial produtivo e conta com diferenciais como:

  • Sinergia de dois ativos: máxima proteção contra nematoides;

  • Bioestimulante: acelera o metabolismo da planta, proporcionando maior absorção de nutrientes, melhor eficiência no uso da água e sistema radicular bem desenvolvido;

  • Compatibilidade: pode ser usado com outros produtos químicos e biológicos no tratamento de sementes.

Diante de tantas vantagens, o produtor tem a segurança de que sua lavoura estará protegida contra o ataque desses vermes nos estádios iniciais.

Tratamento de sementes com resultados comprovados

Os benefícios biológicos de Clariva® Sky foram comprovados por especialistas e por produtores do Cerrado, que atestaram a eficiência da solução no controle de nematoides, trazendo estímulos fisiológicos positivos para as plantas. Confira:

Siga o exemplo desse excelente produtor e elimine o problema de nematoides da sua lavoura, alcançando o máximo potencial produtivo no campo. Conheça o portfólio completo e robusto de produtos Syngenta e conte com soluções eficazes e de alta tecnologia para elevar ainda mais o patamar de produtividade da sua lavoura.

A Syngenta está ao lado do produtor rural em todos os momentos, com o objetivo de impulsionar o agronegócio brasileiro com qualidade e inovações tecnológicas.

Acesse o portal da Syngenta e acompanhe todos os artigos do Mais Agro para saber tudo o que está acontecendo no campo!

TEM SEGUNDO BANNER

Conteúdos Relacionados

Quer receber mais conteúdos como esses?

Inscreva-se e fique por dentro das novidades sobre produtividade.

Canais Syngenta