O presente e o futuro das tecnologias para o cultivo da soja permeiam os debates do Circuito Fungicidas EXF Discovery

Além de enfatizar a importância sobre as boas práticas no manejo das doenças, encontros dão foco aos desafios dos produtores locais e promovem a troca de experiências.

07/10/2019 18:57:02

Atualizado:

16/10/2019 15:43:39

O Circuito Fungicidas EXF Discovery segue por diversas regiões do país desde setembro e, até final de novembro, deverá ter passado por cerca de 60 cidades em 13 estados brasileiros. Promovido pela Syngenta, o evento busca reunir, em cada localidade, produtores, consultores técnicos, pesquisadores e profissionais da empresa a fim de discutir sobre as melhores práticas no manejo de doenças da soja, bem como as novas tecnologias para o seu cultivo.

Para a equipe da Syngenta presente nos encontros, a aproximação com os produtores tem sido fundamental para a troca de experiências e para o entendimento de cada realidade. “Notamos que, embora os produtores já adotem o manejo consciente no dia a dia, com as aplicações preventivas e a rotação de ativos de forma adequada, é fundamental sempre reforçarmos o compromisso com as boas práticas”, observa o líder de marketing de campo da Syngenta, Marcos Pontillo.

Nos encontros, o líder de marketing de campo, Pedro Henrique Altomar, observou uma crescente preocupação dos agricultores em perder as ferramentas disponíveis para o manejo de doenças na cultura da soja num curto prazo. “O manejo incorreto de doenças na cultura da soja tem exposto as moléculas ao surgimento de resistência”, explica. “Por essa razão temos o objetivo de orientar os agricultores sobre práticas de manejo sustentáveis que preservem a eficácia dos produtos atuais, com a expectativa de mantermos um controle eficiente das doenças até que sejam lançadas novas moléculas com diferentes modos de ação”, aponta o especialista.

Discussões sobre o futuro

Nas rodadas técnicas do Circuito, a equipe da Syngenta apresenta aos produtores as soluções do pipeline para o controle de doenças da soja que estarão disponíveis num médio prazo, e que hoje são formulações experimentais com nomenclatura “EXF”. “São produtos muito bons, que devem chegar em breve e vão ajudar a melhorar ainda mais o controle das principais doenças em soja”, comenta Pontillo.

Para a equipe da Syngenta, os temas abordados e as discussões trazidas nos eventos são de fundamental importância para a viabilidade do manejo de doenças na cultura da soja, bem como para garantir a rentabilidade dos sojicultores das diferentes regiões do Brasil. “Nossa expectativa é a de que os participantes estejam mais preparados e seguros para os desafios pertinentes ao manejo de doenças na cultura da soja”, conclui Altomar.

Orientações a cada desafio

Durante as palestras, é discutido o manejo de diversas doenças. Há destaque para a ferrugem asiática, a mancha-alvo, o crestamento de cercospora, o mofo-branco e o oídio, mas os debates são sempre voltados para a doença mais importante em cada região.

“Discutimos em cima da resistência de doenças já conhecidas e procuramos trazer esclarecimentos ao produtor. Alertamos que o risco de resistência existe para todos os produtos e que o Manejo Consciente é fundamental para a preservação das principais moléculas disponíveis no mercado”, comenta o pesquisador e um dos palestrantes do Circuito, Lucas Navarini. “Aliás, orientamos que escolher bem os produtos e utilizá-los nos momentos certos é fundamental para um bom manejo”, reforça o especialista.

Quer saber mais sobre o Circuito EXF Discovery e descobrir quando são os próximos encontros? Clique aqui.

LEIA MAIS

NOTÍCIAS

Vários temas são fundamentais para a manutenção da produtividade agrícola. Entre eles, o manejo de pragas, doenças e daninhas e a eficiência de produtos. O Portal Syngenta prepara, constantemente, conteúdos jornalísticos realizados a partir de fontes de informação como engenheiros agrônomos e produtores rurais. Veja ao lado uma seleção dessas reportagens. Boa navegação!