Skip to main content

Por que aplicar o maturador na pré-colheita da cana?

No período que antecede a colheita, o uso de maturadores é uma importante ferramenta na lavoura, auxiliando o acúmulo de sacarose no colmo e proporcionando maior retorno financeiro ao produtor

Publicado 14-04-2021 16:48:33

Linkedin Whatsapp
Por que aplicar o maturador na pré-colheita da cana?

A cana-de-açúcar é uma cultura altamente tecnificada, que integra uma moderna produção destinada à exportação de derivados, com a utilização de maquinários e tecnologia de ponta no manejo eficaz de toda a lavoura. Por isso, os produtores investem cada vez mais em soluções para aumentar a qualidade e extrair o melhor da planta.

Entre os pontos para se obter uma melhor rentabilidade da cana-de-açúcar, está a quantidade de açúcares presentes nos colmos. A colheita geralmente é realizada quando a cultura atinge o nível máximo de ATR (Açúcar Total Recuperável).

_____________________________________________________________________________________________________________

O que é ATR?

O Açúcar Total Recuperável (ATR) representa a qualidade da cana e a sua capacidade de ser convertida em açúcar ou álcool através dos coeficientes de transformação de cada unidade produtiva.

Entre os fatores que impactam a ATR da cana, encontram-se as interferências climáticas, que podem alterar o nível de açúcar da planta, principalmente se há a ocorrência de muita chuva. Nesse caso, a absorção de água dilui a sacarose o que, consequentemente, diminui o ATR.

Os produtores de cana realizam coletas de amostras para saber a melhor hora da colheita, para que possam, assim, obter a  maior renda possível por tonelada fornecida.

O cálculo do ATR está atrelado ao preço dos produtos finais da produção de cana, que são o açúcar e o álcool. Quando esses preços oscilam, o preço do ATR também varia.

Fonte: Cana Online

_____________________________________________________________________________________________________________

 

Para atingir níveis de ATR mais elevados, é preciso que a cultura entre em seu estágio de maturação. Isso ocorre quando a planta passa por algum tipo de estresse, de modo que a síntese de hormônios para o crescimento é reduzida e o metabolismo, reequilibrado, gerando o acúmulo de sacarose.

Nesse processo, a planta precisa dar continuidade à fotossíntese, recebendo luz em abundância e nutrientes para o acúmulo de açúcares. Para que isso ocorra, a maturação deve ocorrer com a redução da temperatura e da umidade, o que nem sempre é uma realidade nas regiões produtivas de cana.

Em condições de temperatura e umidade mais elevadas, a cultura continua se desenvolvendo naturalmente, diminuindo a concentração de sacarose e de nutrientes nos colmos. É nesse momento que o uso dos maturadores entra em ação, para que o crescimento da planta seja inibido ou reduzido, e a colheita seja realizada antecipadamente, com os níveis máximos de ATR.

Uso de maturadores

No período que antecede a colheita, os canavicultores lançam mão do maturador, solução usada no manejo da cana para favorecer a concentração de açúcar, de forma que, ao estressar a planta, o seu crescimento é retardado ou inibido.

Para antecipar esse processo de maturação da cana, a aplicação dos maturadores é recomendada de 15 a 60 dias antes da colheita e traz vantagens como:

  • Auxílio na fixação do teor de açúcar na planta quando há excessos de chuva durante o ciclo da cultura;
  • Potencialização da concentração de açúcar na planta;
  • Facilidade na operação e otimização da colheita.

Isso traz grandes benefícios para o planejamento da safra, já que o produtor pode preparar as áreas de corte para determinados períodos, definindo um calendário de colheita de acordo com as necessidades e com a cana sempre com maior índice de açúcar.

 

Leia também:

Cana: inovação no controle das daninhas nos canaviais

Cana-de-açúcar: flexibilidade na hora de controlar a broca

 

Moddus: maturador de cana-de-açúcar

Sempre atenta às necessidades do produtor no campo, a Syngenta desenvolveu Moddus, regulador de crescimento que visa à aceleração dos processos de maturação da planta, o que impacta diretamente a qualidade e a rentabilidade da lavoura.

Entre as características de Moddus, destacam-se:

  • Aplicação indicada tanto na cana-planta como na cana-soca;
  • Seletividade na cultura, sem prejudicar inimigos naturais;
  • Indução da planta a uma inibição temporária ou redução do ritmo de crescimento, sem afetar o processo de fotossíntese;
  • Acúmulo de sacarose no colmo da cana a partir de 15 dias após a aplicação;
  • Mantém o incremento até 60 dias após aplicação.

Os desafios diários para manter a sanidade da lavoura são inúmeros. Por isso, a Syngenta está ao lado do produtor com um portfólio completo de produtos, para extrair o máximo em produtividade e rentabilidade, obtendo resultados superiores com o manejo adequado aliado às boas práticas agrícolas.

Quer receber mais conteúdos como esses?

Inscreva-se e fique por dentro das novidades sobre produtividade.

Canais Syngenta