Skip to main content

Principais pragas do hortifrúti: saiba como controlá-las

Mosca-branca, ácaros e lagartas estão entre as ameaças da produtividade e precisam ser enfrentados com uma solução de amplo espectro de controle e manejo antirresistência que proporcione a qualidade para a produção e para o alimento

Publicado 22-04-2021 18:24:58

Linkedin Whatsapp
Principais pragas do hortifrúti

O Brasil é um forte atuante no mercado mundial da hortifruticultura: é o 3° maior produtor de frutas do mundo, segundo dados da Abrafrutas (Associação Brasileira dos Produtores Exportadores de Frutas e Derivados) e tem um mercado de hortaliças bastante diversificado e segmentado, que permitem o cultivo de uma grande variedade de frutas e legumes.

Nos últimos anos, os produtos do setor de hortifrúti têm ganhado uma representatividade cada vez maior devido ao estímulo aos novos hábitos de consumo da população, mais saudáveis e conscientes. Mas apesar das vantagens para a produção encontradas em solo brasileiro, alguns fatores, como o clima tropical, são favoráveis ao desenvolvimento de diversas pragas.

Desde a semeadura até a colheita, os cultivos de hortifrúti estão sujeitos ao ataque de insetos e ácaros, que podem causar perdas de até 80% da produção. Conhecer cada uma dessas ameaças, entender suas principais características, as condições favoráveis para seu desenvolvimento, os danos que podem causar à lavoura e os métodos de controle é fundamental para um manejo adequado.

A seguir, você confere as principais pragas que atacam as culturas de hortifrúti no Brasil.

MOSCA-BRANCA

(Bemisia tabaci raça B)

mosca-branca  tem cerca de 1 mm de comprimento e coloração branca, decorrente da cera que recobre suas asas. É um inseto sugador que se alimenta de várias culturas, o que a torna uma praga de difícil controle, já que a oferta de alimentos é abundante.  Por conta do clima quente e seco.

mosca-branca

Ela suga a seiva da planta, retirando seus nutrientes e a água, e injeta toxinas que reduzem o vigor da lavoura. Além disso, também excreta uma substância que favorece a formação de fumagina, causada pelo fungo Capnodium sp. Trata-se de uma camada escura que se desenvolve nas folhas e compromete a fotossíntese, provocando desfolha e redução de porte. A praga ainda pode transmitir determinados tipos de viroses, especialmente nas culturas de tomate e feijão.

A propagação da mosca-branca acontece com muita facilidade, de forma assexuada, com a produção de até 300 ovos por fêmea. O período médio entre a oviposição e a emergência dos adultos é de 20 dias, por isso o agricultor precisa tomar decisões rápidas e certeiras para o controle dessa praga.

Geralmente, a dispersão das colônias para outras folhas e plantas é feita pelos adultos, que voam quando as folhas são sacudidas, há grande quantidade de insetos ou a planta já enfraqueceu e não supre mais suas necessidades.

MOSCA-MINADORA

(Liriomyza huidobrensis)

mosca-minadora possui corpo com coloração predominantemente preta com manchas amareladas na parte superior da cabeça e nas laterais do tórax. Os principais danos causados por ela ocorrem na fase larval.

mosca-minadora

 

As larvas abrem minas no interior do parênquima foliar e se alimentam dos tecidos, destruindo parcialmente ou totalmente a folha e provocando seu secamento. Além de reduzirem a área de fotossíntese da planta, as minas podem atuar como portas de entrada para patógenos foliares oportunistas, capazes de diminuir ainda mais a qualidade e o rendimento da cultura.

A mosca-minadora tem preferência pelas folhas mais velhas e sadias, mas, dependendo do nível de infestação, podem chegar às folhas mais novas. Em ataques severos, pode inviabilizar a produção e até mesmo levar a planta à morte. Os adultos, por sua vez, alimentam-se do conteúdo celular que extravasa de perfurações realizadas pelas fêmeas, causando danos conhecidos como puncturas.

A mosca-minadora pode ovipositar de 200 a mais de 500 ovos durante seu ciclo reprodutivo, em um período de quase 30 dias.

ÁCARO-RAJADO

(Tetranychus urticae)

ácaro-rajado é uma espécie cosmopolita e polífaga e possui cerca de 0,5 mm de comprimento. Para se alimentar, a praga raspa a superfície inferior das folhas e suga a seiva da planta. Na face oposta à colônia, surgem manchas amareladas.

ácaro-rajado

 

Posteriormente, essas áreas ficam necrosadas, ocorrendo perfurações nas folhas e causando a redução da taxa fotossintética. Sob infestações severas, ocasionam a desfolha precoce, afetando a produtividade, e em decorrência da perda de área foliar, as plantas não se desenvolvem como esperado.

As fêmeas do ácaro-rajado apresentam duas manchas escuras no dorso, que facilitam a identificação da espécie. Elas se reproduzem de forma sexuada e assexuada (partenogênese), e são capazes de ovipositar cerca de 100 a 300 ovos ao longo da vida.

clima seco, com poucas chuvas e altas temperaturas, favorece o desenvolvimento do ácaro-rajado. No período frio, a praga pode mudar de coloração e buscar refúgio na vegetação rasteira ou em fendas nos troncos das árvores.

dispersão do ácaro-rajado pode ocorrer de diversas formas: pelo vento; por meio de órgãos vegetais transportados pelo homem; pela migração de poucos metros por caminhamento dos ácaros; e pelo abandono das folhas danificadas devido à alta densidade populacional.

TRAÇA-DO-TOMATEIRO

(Tuta absoluta)

traça-do-tomateiro é atraída pelo cheiro das cultivares do tomate. É uma praga que ocorre durante todo o ano, mas tem seu desenvolvimento favorecido nos períodos mais secos. Os danos são causados pelas larvas, que atacam toda a planta em qualquer estádio de desenvolvimento, causando perdas de 80 a 100%. Nos locais de ataque do inseto, é possível notar a presença de fezes escuras.

traça-do-tomateiro

 

Elas formam galerias nas folhas, ramos e gemas apicais e se alimentam no interior delas. Podem destruir completamente as folhas do tomateiro e tornar imprestáveis os frutos, além de facilitar a contaminação por patógenos, como por exemplo a Erwinia spp., que acelera a podridão dos frutos.

No geral, ocorre queda na capacidade de produção da planta devido a uma diminuição da área fotossintética da planta, além de promover queda dos frutos atacados. Em casos severos, ocorre seca e destruição das folhas até a morte da planta.

A praga coloca seus ovos nas folhas, hastes, flores e frutos e, depois da eclosão, as larvas penetram imediatamente no parênquima foliar, nos frutos ou nos ápices das hastes. Os adultos são pequenas mariposas de cor cinza, marrom ou prateada, com cerca de 10 mm de comprimento, e acasalam imediatamente após a emergência.

Minecto Pro: uma solução, diversas pragas e culturas

Para combater com eficiência as pragas do hortifrúti, a Syngenta investiu em tecnologia e inovação para desenvolver as melhores soluções do mercado e chegou a um inseticida que é capaz de acabar com diversas pragas de uma só vez!

Por ser uma solução com espectro de controle único e recomendado para diversas culturas, Minecto Pro é um inseticida que simplifica o controle de pragas, ajudando o produtor na difícil tarefa de organizar a operação, ou seja, todas as aplicações que protegem a produtividade do ataque de pragas.

O inseticida foliar oferece:

  • Diferentes modos de ação, em formulação inovadora de suspensão concentrada que proporciona facilidade de aplicação e mais eficácia de controle;
  • Rápida ação de controle devido a rápida penetração;
  • Efeito residual mais longo devido a rápida absorção dos ativos na folha evitando a perda por fotodegradação;
  • Espectro de ação ampliado favorecendo o manejo das principais pragas para proteção do potencial produtivo;
  • Performance consistente em diferentes situações de pressão de praga e clima.

Minecto Pro combina dois diferentes mecanismos de ação proporcionando um controle superior de pragas, como mosca-branca, mosca-minadora, ácaros, pulgões, lagartas, tripes e psilídeos.

mecanismos de acao

Seus dois diferentes modos de ação são uma ferramenta valiosa para lidar com as pragas de difícil controle e é uma excelente opção de rotação para enfrentar a resistência de produtos.

Foram realizados testes em campo para comprovar a eficácia de Minecto Pro nas lavouras de batata, tomate, uva e melão. Confira os resultados:

 

CONTROLE DE ÁCARO-RAJADO EM UVA

controle de ácaro rajado em uva

 

CONTROLE DE MOSCA-BRANCA E LAGARTAS NO TOMATE

controle de mosca-branca e lagartas no tomate

 

CONTROLE DE MOSCA-MINADORA EM MELÃO

controle de mosca-minadora em melão

 

CONTROLE DE MOSCA-BRANCA NA BATATA

controle de mosca-branca na batata

 

MINECTO PRO: SIMPLIFIQUE. UM NOVO PATAMAR DE PERFORMANCE PARA UM NOVO PATAMAR DE PRODUTIVIDADE.

A Syngenta conta com um amplo portfólio de produtos para a proteção de cultivos, o que permite que o agricultor execute o manejo efetivo de alvos nas culturas de hortifrúti. São soluções e tecnologias desenvolvidas com o propósito de alcançar o potencial máximo de produtividade nas lavouras.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

NAO TEM SEGUNDO BANNER

Quer receber mais conteúdos como esses?

Inscreva-se e fique por dentro das novidades sobre produtividade.

Canais Syngenta