Skip to main content

Proteja sua florada e tenha maior produtividade no seu cafezal

Evite as doenças apostando na máxima proteção: pulverize a planta logo após a colheita

Publicado 03-11-2020 22:39:55

Linkedin Whatsapp
Florada do cafezal

A cada ano, o ciclo se repete nas lavouras de café, mas como os produtores não têm controle sobre o clima, as incertezas reaparecem. O que era consolidado até a safra passada pode cair por terra na seguinte. Para se precaver e evitar prejuízos que vão afetar a rentabilidade, não se pode abrir mão de uma orientação técnica segura e de credibilidade.

Todos lembram que na safra passada (2019/20) as chuvas foram bem distribuídas, com uma frequência maior de dias chuvosos durante o ano de 2020. Isso proporcionou maior umidade e menor temperatura média em função da nebulosidade. Condições perfeitas para o aparecimento de uma conhecida indesejada, a mancha de phoma (Phoma tarda). E com um agravante: a doença se manifestou de forma antecipada, causando danos acentuados, provocando desfolhas significativas no período entre janeiro e março.

Alerta

Uma vez que se observa um maior inóculo inicial e uma maior pressão da mancha de phoma durante o período de colheita do café, é necessário redobrar a atenção em relação ao controle da doença. E existem meios seguros para que os produtores façam isso.

Recomendações

É fundamental que os cafeicultores realizem a pulverização no pós-colheita do cafeeiro, a fim de protegê-lo contra doenças. E é fácil entender o motivo: a pulverização nessa etapa atua na diminuição de inóculo de fungos indesejáveis e, consequentemente, evita problemas maiores para próxima florada.

Como pulverizar

A Syngenta recomenda a utilização do produto Priori Top logo após a derriça dos grãos. Essa medida proporciona uma combinação muito interessante: o efeito curativo e protetor na mesma aplicação. Especialistas revelam que, dessa forma, ocorre a ação de dois grupos químicos diferentes: triazol (Difenoconazol) e estrobilurina (Azoxistrobina).

Reflexão

Voltando ao clima, fica clara a relação das doenças com as condições meteorológicas. Elas dependem diretamente da temperatura e da umidade para se desenvolver e reproduzir, acelerando ou não a incidência no campo. Cabe ao produtor rural tomar todos os cuidados que estiver ao seu alcance.

Entre os cuidados está a escolha de um profissional qualificado, que vai garantir uma assistência técnica correta e planejada, com a utilização de produtos reconhecidamente eficientes no mercado.

 

Fonte: Canal Rural

NAO TEM SEGUNDO BANNER

Banner do fungicida Priori Top

Quer receber mais conteúdos como esses?

Inscreva-se e fique por dentro das novidades sobre produtividade.

Canais Syngenta