Skip to main content

Spodoptera frugiperda: não deixe seu milho correr perigo

A lagarta-do-cartucho pode atacar a lavoura desde a emergência até o período da formação da espiga; considerada grande vilã da cultura, ela demanda um controle rápido, assertivo e que proteja a planta por mais tempo para que não cause prejuízos

Publicado 04-11-2020 00:25:35

Linkedin Whatsapp
Spodoptera frugiperda: não deixe seu milho correr perigo

A safrinha de milho começa em janeiro, mas já é tempo de pensar na proteção da lavoura, em especial, no controle de pragas que podem causar grandes danos na cultura e, consequentemente, na sua produtividade. Entre as ameaças que merecem a atenção do agricultor, está a Spodoptera frugiperda, a lagarta-do-cartucho, apontada como a grande vilã da plantação.

Antes mesmo de semear o milho, o produtor deve estar alerta, já que o ataque dessa lagarta pode ocorrer em diversos estádios da cultura. Podendo comprometer cerca de 50% da produtividade da lavoura, ela é considerada a praga mais importante da cultura do milho no Brasil, tanto pelos prejuízos que pode causar quanto pelo seu rápido desenvolvimento e grande diversidade de hospedeiros, que favorecem sua rápida disseminação e multiplicação.

Um problema real na lavoura, ela pode ser encontrada em todas as regiões produtoras de milho no Brasil, nos Estados Unidos e em países da África e da Ásia, como Índia e China.

É uma praga que se alastra com muita velocidade. Seus ataques podem ocorrer durante todo o desenvolvimento da cultura, sendo os períodos mais críticos:

  • da emergência das plântulas até 30 dias após a semeadura, quando há grandes danos iniciais nas folhas e no colmo do milho;
  • de uma semana antes até duas semanas após o florescimento, com ocorrência de grandes perdas por danos na espiga, totalizando cerca de 20 dias.

Acabe com a Spodoptera de forma rápida e eficaz

Além do monitoramento constante na lavoura, o uso de um inseticida que ofereça rápida ação de choque e que permaneça por mais tempo aderido à planta é fundamental. Oferecendo bom custo-benefício para auxiliar no manejo da lavoura e contribuir para a máxima produtividade, Ampligo, da Syngenta, é um inseticida de contato e ingestão que age rapidamente, fazendo efeito em poucos minutos após a aplicação e controlando completamente a lagarta.

Sua formulação combina os princípios ativos Lambda-cialotrina e Clorantraniliprole, que são extremamente eficientes contra as pragas da lavoura de milho.

spodoptera-frugiperda-nao-deixe-seu-milho-correr-perigo

A solução se incorpora à cutícula da planta, sendo mais resistente a chuvas, controla a praga desde a eclosão dos ovos e oferece residual prolongado, combatendo até adultos da Spodoptera frugiperda. Além disso, pode ser utilizada desde a emergência da planta, agindo com assertividade.

 

A Syngenta conta com um portfólio completo para auxiliar o produtor com soluções de excelência, todas voltadas à realidade do campo.

Syngenta e você: conectados dentro e fora do campo

NAO TEM SEGUNDO BANNER

Banner do  inseticida Ampligo

Quer receber mais conteúdos como esses?

Inscreva-se e fique por dentro das novidades sobre produtividade.

Canais Syngenta