Skip to main content

Transporte, armazenamento e manuseio de defensivos agrícolas: como garantir a segurança e evitar acidentes

Para não colocar em risco a vida das pessoas e o meio ambiente, os produtores devem se informar e respeitar a legislação referente ao assunto

Publicado 18-02-2021 15:07:42

Linkedin Whatsapp
Transporte, armazenamento e manuseio de defensivos agrícolas: como garantir a segurança e evitar acidentes

Os defensivos agrícolas são amplamente utilizados na agricultora para proteger a plantação de doenças, pragas e ervas daninhas. Quando aplicados adequadamente, podem trazer diversos benefícios para o produtor, como o aumento da produtividade e da rentabilidade.

Entretanto, é preciso que os agricultores tenham sempre em mente que esses produtos podem representar um riso à saúde e ao meio ambiente e, por isso, existem regras que devem ser respeitadas para garantir a segurança de todos.

Apesar de ser menos mencionado, o risco de acidentes e contaminações durante o transporte, armazenamento e manuseio de defensivos também é muito alto, e não é só no momento da aplicação dos agrotóxicos que o produtor precisa ficar atento para evitar incidentes graves.

Como forma de proteger a saúde da população e o ecossistema, o poder público possui uma série de leis e normas que regulamentam todo o processo logístico que envolve esses produtos.

“O produtor precisa se informar e seguir corretamente a legislação e normas reguladoras dos órgãos específicos que tratam sobre o assunto, como o Ministério do Trabalho, a ABNT e a ANTT. Caso ele não cumpra os requisitos, ele pode ser responsabilizado e penalizado por cometer um crime ambiental”, alerta Luiz Felipe Hayakawa, analista de logística e segurança de distribuição da Syngenta.

Confira, a seguir, as principais recomendações de segurança em cada etapa do processo do manuseio de agrotóxicos.

Transporte

- Informe-se sobre as legislações estaduais e/ou municipais para o transporte de produtos perigosos de sua região;

- É proibido o transporte de defensivos agrícolas dentro de cabines ou carrocerias dos veículos junto com pessoas, animais, alimentos, rações ou medicamentos;

- Dependendo do risco de exposição e da classificação de perigo do produto, pode ser necessário que o motorista seja certificado para transportar carga perigosa e que o caminhão esteja identificado segundo as normas da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres);

- Garanta que os produtos estejam adequadamente estivados para suportar os riscos das operações de transporte e que atendam às exigências de amarração e proteção da carga;

- O transporte de defensivos agrícolas deve ser feito sempre com a nota fiscal e documentos de segurança dos produtos;

- Ao adquirir um defensivo agrícola, solicite e analise as documentações químicas dos produtos para realizar o correto transporte e armazenamento, evitando possíveis riscos de contaminação e acidentes;

Armazenamento

- A NBR 9843, da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), estabelece as exigências para o armazenamento adequado de defensivos agrícolas, visando garantir a qualidade do produto e a prevenção de acidentes. Essa norma se aplica aos usuários, fabricantes, transportadores e distribuidores;

- Armazéns de grande capacidade requerem um grau mais elevado de adequação e atendimento a normas específicas pois, têm maior potencial de exposição ao risco do produto;

- Os defensivos devem ser armazenados em local exclusivo para essa finalidade, separados de alimentos, rações, sementes não tratadas e medicamentos, longe do alcance de crianças, pessoas não autorizadas e animais;

- Os armazéns devem ser construídos com materiais não comburentes e ter boa iluminação e ventilação. O piso deve ser impermeável e possuir contenção adequada ao volume estimado dos produtos armazenados;

- O armazém deve estar devidamente sinalizado com dizeres como: entrada somente por pessoas autorizadas, proibido fumar, atenção à movimentação de máquinas e equipamentos etc.;

- Armazene os produtos de forma organizada, de modo que o rótulo esteja facilmente visível;

- Nunca armazene os defensivos agrícolas fora de suas embalagens originais;

- A construção de armazenamento deve ficar longe de cursos de água, poços ou áreas propensas a inundações;

- Leia o rótulo e ficha de segurança dos produtos, pois alguns possuem necessidades de armazenamento específicas;

- Tenha sempre kit de emergência para conter vazamentos, um kit de primeiros socorros e EPI (equipamentos de proteção individual) necessários para o manuseio dos agrotóxicos no galpão de armazenamento, mas mantenha-os separados dos produtos para evitar contaminação;

- Siga as regras e boas práticas para realizar adequadamente o armazenamento e a logística reversa das embalagens vazias dos produtos.

Manuseio

- Ao manusear os defensivos agrícolas, os trabalhadores deverão usar os EPI recomendados pelos fabricantes do produto;

- Todos os trabalhadores que manuseiam os produtos devem ter treinamentos apropriados para as funções;

- Tenha sempre os telefones de contato para emergência em local de fácil acesso.

Em caso de emergência ou dúvidas sobre as medidas de segurança que devem ser adotadas em qualquer etapa do transporte ao uso dos defensivos agrícolas, os produtores devem entrar em contado com as empresas fabricantes dos produtos. No caso da Syngenta, a empresa conta com o CASA (Centro Avançado Syngenta de Atendimento), canal de atendimento direto que fica à disposição do produtor. Para entrar em contato, basta ligar para 0800-7044304

 

NAO TEM SEGUNDO BANNER

Quer receber mais conteúdos como esses?

Inscreva-se e fique por dentro das novidades sobre produtividade.

Canais Syngenta